Gabriela Pugliesi vence processo contra psicóloga que a difamou na internet

Publicado 05 de Sep de 2020 às 12:58

Musa fitness foi alvo de calúnia e injúria e decidiu abrir o processo

Gabriela Pugliesi é conhecida pelo país inteiro como musa fitness, devido ao seu corpo escultural e suas dicas de exercício e alimentação. Tudo começou em 2018, quanto Pugliesi soube, por terceiros de páginas nas redes sociais que só existiam com o intuito de criticar e espalhar mentiras sobre a musa.

Em entrevista ao blogueiro Hugo Gloss, Gabriela falou pela primeira vez sobre o assunto. Mesmo não sendo a primeira vez que recebeu ataques deste tipo, a musa explicou porque desta vez foi diferente. 

"Não foi por causa de perda de contrato, embora essa pessoa não trabalhou, se é que eu posso falar que é um trabalho, mas eles tinham um grupo, um grupo de pessoas, de haters que não me deixavam em paz nenhum segundo do dia, iam atrás das marcas que eu fechava contrato pra me difamar, faziam abaixo-assinado e mil coisas, mas isso não foi o que me deixou mal assim. Eu tive acesso a mensagens de voz que essa pessoa mandava, afirmando coisas absurdas, que eu usava crack, cocaína, que tinha provas, falava coisas da minha família que nem eu sei e que nem eram verdades, era uma coisa muito além de difamação de internet. Eles falavam da vida da minha mãe, de antes dela conhecer o meu pai, e eu nem falo dele. Então, o que me afetava mais era o emocional mesmo", conta a influenciadora.

Leia Mais: Anitta estreia como gamer, bate recorde e dá detalhe de sua viagem pela Europa


A influenciadora já sofreu muitos ataques, porém alegou que este foi diferente (Foto: Reprodução/ Instagram)


Com todo ataque sofrido, a influenciadora contou que chegou a precisar de terapia para superar todo o ódio que recebeu e foi quando resolveu entrar com o processo, apenas 4 meses depois de descobrir sobre o ocorrido. Acusada por injúria e difamação, a ré foi considerada culpada apenas pela primeira acusação e cumprirá 30 horas de trabalho voluntário no período de um mês, sentença proferida em dezembro de 2019.

Apesar de se passarem meses do ocorrido, a influenciadora resolveu tornar o caso público só agora, aconselhada por sua advogada. “Estou expondo isso como um alerta, para as pessoas entenderem que existem leis, que elas não podem sair prejudicando a vida de ninguém, por mais que elas não gostem dessa pessoa. O mais importante disso tudo é realmente as pessoas pensarem antes de saírem fazendo maldade e disseminando ódio, mentiras e calúnias, achando que não vai acontecer nada”, concluiu Pugliesi.

(Foto Destaque: Gabriela Pugliesi vence processo contra psicóloga que a difamou na internet. Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário