Notícias

Facebook e Instagram apresentam instabilidade na Europa

O Facebook e o Instagram receberam notificações por instabilidade por parte de usuários na Europa. Empresas já haviam enfrentado problemas no início de outubro, quando ficaram fora do ar por sete horas no mundo todo.

3 min de leitura
04 Dez 2021 - 21h30 | Atualizado em 04 Dez 2021 - 21h30

As redes sociais Facebook e Instagram apresentaram instabilidade na Europa neste sábado (4). O site Downdetector afirmou ter recebido a maior parte das notificações no Reino Unido, sendo cerca de 2,7 mil reclamações de instabilidade no Facebook e 2,4 mil para o Instagram na Inglaterra. Já na Itália, o Downdetector recebeu 2,2 mil reclamações de usuários em relação ao Instagram, mas o Facebook foi alvo de apenas 200 notificações.

Ambas as redes sociais já haviam enfrentado problemas no dia 4 de outubro, quando ambas ficaram fora do ar por sete horas no mundo todo. A falha chegou a atingir também o Whatsapp, que também faz parte dos serviços da empresa Meta de Mark Zuckerberg.

https://lorena.r7.com/post/Doria-mantera-intervalo-de-4-meses-para-dose-de-reforco-em-Sao-Paulo

https://lorena.r7.com/post/Alexandre-de-Moraes-abre-inquerito-contra-Bolsonaro-por-ter-mentido-ao-relacionar-vacina-contra-Covid-a-Aids

https://lorena.r7.com/post/Vale-gas-tera-valor-de-R-52-e-o-governo-diz-que-serao-558-milhoes-de-familias-contempladas


Empresa Meta, de Zuckerberg, foi alvo de denúncias em outubro

Na época em que as três redes sociais ficaram fora do ar, Zuckerberg também foi alvo de denúncias por parte da ex-gerente de integridade da empresa Frances Haugen. Segundo ela, as redes sociais estavam colocando o próprio lucro acima da saúde e do bem-estar dos usuários. Haugen também vazou documentos confidenciais da empresa para a imprensa e autoridades dos Estados Unidos. A empresa chegou a mudar de nome após tais denúncias, recebendo, por isso, críticas afirmando que essa seria uma manobra para desviar a atenção das pessoas.


Mark Zuckerberg é o dono da Meta, empresa que abrange o Facebook, Instagram e Whatsapp. (Foto: Reprodução/Facebook)


Ex-funcionária de empresas como o Google, Yelp e Pinterest, Haugen relatou que, apesar de tudo, sente-se positiva "em relação à maioria das empresas do Vale do Silício" e que não acredita haver uma "podridão inerente": "Não acho que haja uma podridão inerente ou algo parecido. Eu acredito que existe uma necessidade de transparência em qualquer poder, qualquer plataforma que tenha muito poder", disse ela.

Foto destaque: Facebook e Instagram. Reprodução/Sforweb

Deixe um comentário