Notícias

Enfrentando a quarta onda do novo coronavírus, a Alemanha se prepara para a volta do trabalho home-office

As empresas serão obrigadas a aderir o trabalho remoto, a não ser que tenham uma razão essencial para irem ao trabalho local. A comprovação da imunização e a apresentação do teste negativo serão indispensáveis para quem trabalha presencialmente

3 min de leitura
15 Nov 2021 - 15h30 | Atualizado em 15 Nov 2021 - 15h30

Trabalho este que se tornou de suma importância para o efeito da pandemia mundial do novo coronavírus, não só na Alemanha como também em diversos países como o México, Portugal e o próprio Brasil.  A principal intenção do traballho remoto é tirar os trabalhadores de circulação, evitando a aglomeração de pessoas e consequentemente o possível contágio do covid-19. 

No último domingo (14), a AFP teve acesso a um novo projeto de lei que contextualiza um aumento sem precedentes das modificações da covid-19.  

A medida foi anulada em julho deste ano, porém devido ao crescimento dos novos casos, o país europeu volta a ficar em alerta. Vale ressaltar que uma campanha de vacinação já imunizou 67% da população. 


Pessoa trabalhando home-office equanto toma café. (Foto: Reprodução / Netscandigital.com.br)


Segundo o Instituto Robert Koch (RKI) a Alemanha registrou, no último domingo, uma taxa de cobrança recorde desde o início da pandemia, chegando a 289 casos por 100.000 habitantes. O regional da Saxônia, mais acometida em todo país, alegou em uma entrevista à publicação semanal  Bild am Sonntag  que a próxima onda [do novo coronavírus] irá “eclipsar todas as anteriores.”    

https://lorena.r7.com/post/Guilherme-de-Padua-some-das-redes-sociais-apos-anuncio-de-documentario-sobre-Daniela-Perez

https://lorena.r7.com/post/India-volta-a-receber-turistas-apos-20-meses

https://lorena.r7.com/post/No-ultimo-ano-1-a-cada-4-criancas-realizam-pelo-menos-tres-refeicoes-por-dia


De acordo com o rascunho do projeto, este que a AFP teve acesso, pois as empresas devem obrigatoriamente que oferecer a opção de teletrabalho, o mais famoso home-office, caso não tenha uma “razão laboral imperativa” para irem ao local de trabalho. Já que trabalham presencialmente, devem que comprovar a imunização ou o teste negativo para covid-19.  

O governo alemão está propiciando novas medidas para que o acesso a certos eventos às pessoas que já estão vacinadas sejam limitadas e para as que já teve a recuperação da doença a apresentação de um teste negativo, segundo informações da imprensa local.

Foto destaque:  Mulher trabalhando em casa. Reprodução / Marcelo Camargo / Agência Brasil

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo