Notícias

Em cinco horas corpo de bombeiros recebem quase 100 chamadas devido a chuva forte em Guarulhos

Foi criada uma “força-tarefa” para auxiliar a população tanto na assistência social quanto na limpeza devido ao temporal que deixou muitos residentes do Município de Guarulhos no prejuízo

3 min de leitura
17 Dez 2021 - 10h15 | Atualizado em 17 Dez 2021 - 10h15

Na manhã desta sexta-feira (17), entre 0h às 5h30 da manhã, o Corpo de Bombeiros recebeu 98 chamadas para ocorrências de enchentes em Guarulhos, na Grande São Paulo. Não houve vítimas.  

A defesa Civil de Guarulhos registrou 16 ocorrências por toda a cidade devido o temporal. Na maioria delas, referente a alagamentos e quedas de muros. A chuva acumulada foi de 112 mm no Jardim Adriana e 138 mm na região central. Ainda há previsão de chuva forte ao longo do dia.  


(Chuva forte em Guarulhos. Vídeo: Reprodução /  Record TV)


Segundo a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo), devido os temporais, o trajeto em algumas linhas de ônibus foi prejudicada. Estão operando com atrasos e desvios por intermédio dos alagamentos.  

Alguns moradores relataram os prejuízos que tiveram devido às enchentes, tendo em vista que a água subiu rapidamente. Segundo os Bombeiros, as chuvas que atingiram a cidade foram muito fortes.  

Diversos bairros da região foram atingidos, dentre eles o centro da cidade, como exemplo Macedo, Vila Galvão e Jardim São Roberto. As ruas Vicente Celestino e Paulo Sérgio, como também a avenida Tiradentes, encontram-se com água acumulada.  

https://lorena.r7.com/post/Adolescente-permanecera-internada-apos-matar-a-melhor-amiga 

https://lorena.r7.com/post/Tesla-passa-por-novos-processos-judiciais 

https://lorena.r7.com/post/Condenados-pelo-incendio-na-boate-Kiss-sao-presos-no-Rio-Grande-do-Sul 


Em alguns casos, a água passou a atingir a altura da cintura dos moradores, como na rua Cem, no Parque Continental. Preocupados, eles agora tentam recuperar o que restou após a enchente. Na avenida Monteiro Lobato com a rua Lagoa Santa, a água baixou, no entanto, os moradores seguem tentando contornar os danos e fazendo a limpeza das residências atingidas.  

Gustavo Henric Costa (PSD), prefeito de Guarulhos, disse que durante cinco horas choveu mais de 120 mm, quantia aguardada por todo o mês de dezembro. Foi criada uma “força-tarefa” para auxiliar a população tanto na assistência social quanto na limpeza.  

"Nossa obrigação é estar na rua agora limpando e atendendo as pessoas que mais precisam. Até o momento, não temos vítimas e nem desabrigamentos. Mas temos notícias que a água invadiu a casa das pessoas. Com certeza, como acontece em outras enchentes, as pessoas perdem aí colchão, alimentos, e a nossa obrigação é acudir nesse momento", disse o prefeito. 

 

Foto destaque: Cenas fortes de alagamento no municipio de Guarulhos. Reprodução / Record TV

Deixe um comentário