Notícias

Adolescente permanecerá internada após matar a melhor amiga

Nesta terça feira, o STF tomou a decisão de manter a adolescente que matou Isabele Ramos Guimarães internada. A juíza do caso disse que a menina agiu com frieza e desumanidade.

3 min de leitura
15 Dez 2021 - 12h12 | Atualizado em 15 Dez 2021 - 12h12

Em 12 de julho de 2020, Isabele Ramos Guimarães, 14 anos, foi morta pela melhor amiga, de 15 anos, em uma casa num condomínio de luxo, em Cuiabá, onde a adolescente morava. Isabele foi baleada com um tiro no rosto pela amiga que praticava tiro esportivo junto com os irmãos e os pais.

A adolescente chegou a se apreendida dois meses depois do crime, mas foi solta após 8 horas.

No dia 12 de agosto de 2020, o laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) aprontou que a pessoa que matou Isabele estava coma a arma apontada para o rosto da vítima, a uma distância entre 20 e 30 cm e 1,44m de altura. Em sequência, no dia 2 de setembro, a polícia indiciou a adolescente por ato análogo a homicídio doloso. Ou seja, quando há intenção de matar ou assume o crime.  A versão apresentada por ela, no decorrer do inquérito, era incompatível com o que aconteceu no dia.


Adolescente que matou Isabele permanecerá internada. (Foto: Reprodução/Instagram)


Em janeiro, a adolescente foi condenada à internação por tempo indeterminado em unidade socioeducativa e no dia 20 do mesmo mês ocorreu a internação. A juíza do caso, Cristiane Padim da Silva disse que a menina agiu com “frieza, hostilidade, desamor e desumanidade.”

https://lorena.r7.com/post/Natal-e-Reveillon-recebem-novas-orientacoes-em-cartilha-pela-Fiocruz

https://lorena.r7.com/post/Apos-ordem-do-STF-passaporte-de-vacina-sera-exigido-de-viajantes-ao-entrarem-no-Brasil

https://lorena.r7.com/post/Brasil-alcanca-75-da-populacao-vacinada-com-ao-menos-uma-dose-contra-Covid-19


Nesta terça-feira (14), os ministros da sexta turma do Superior Tribunal da Justiça (STJ) manteve a internação da menor condenada por matar a amiga. Os advogados da adolescente tentaram usar parte da lei penal para conseguir o direito à liberdade da garota. Porém, o ministro Rogério Schietti Cruz destacou que se fosse sempre assim, os delitos cometidos por menores não seriam penalizados. O ministro disse: “Aqui não tem a lógica punitiva, não é uma sentença condenatória. Embora, eventualmente se veja essa expressão. Aqui é a imposição de uma medida socioeducativa que tem por objeto principal a ressocialização do menor e a sua proteção diante de uma situação de conflito com a lei.”

 

Foto Destaque: Isabele Ramos. Reprodução/Instagram

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo