Saúde e Bem Estar

Dr. Otávio Maximino fala da procura pelas cirurgias de contornos corporal e a otimização para recuperação rápida do paciente

O cirurgião plástico de Recife explica como uma equipe multidisciplinar eficaz e a educação do paciente podem ajudar no processo de recuperação pós-cirúrgica.

3 min de leitura
15 Set 2021 - 11h09 | Atulizado em 15 Set 2021 - 11h09

Em 2018 o Brasil se tornou o país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo, superando os Estados Unidos, segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS). Naquele ano, foram registradas mais de 1 milhão 498 mil cirurgias plásticas e mais de 969 mil procedimentos estéticos não-cirúrgicos.  

As cirurgias de contorno corporal estão entre os procedimentos mais procurados, de acordo com o cirurgião plástico Dr. Otávio Maximino. O especialista ressalta que, lipoaspiração, abdominoplastia, cirurgias das mamas são as mais buscadas pelo público feminino, já os homens, além da lipoaspiração, também fazem a cirurgia de ginecomastia frequentemente.  

As plásticas deixaram de ser apenas uma necessidade estética, ganhando um novo conceito, por serem capaz de proporcionar uma melhora na autoestima, agregando além dos benefícios físicos, saúde mental e bem-estar social, tornando indivíduos mais seguros, produtivos e felizes na vida pessoal e profissional. 

 

Variante Delta

Dra. Anna Karina

Lipo HD

 

As cirurgias estéticas vêm passado por adequações, empregando novas técnicas e tecnologias, proporcionando mais segurança e resultados naturais, além do pós-operatório menos dolorido e recuperação rápida. 

"Hoje, o trabalho desenvolvido está focado na otimização da segurança e recuperação do paciente, onde tudo é programado e acompanhado por toda uma equipe multidisciplinar, o que tem se apresentado como um processo mais tranquilo, inclusive com menos dor e retorno mais rápido dos pacientes as atividades do cotidiano", explicou o cirurgião plástico. 

Contudo, apesar dos números altos de cirurgias realizadas no país, muitas pessoas ainda se preocupam com a segurança dos procedimentos e dos resultados esperados. O cirurgião plástico orienta sobre os cuidados essenciais para ‘operações’ bem-sucedidas. "É fundamental a escolha do profissional, um cirurgião membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, devidamente habilitado para a função e também um hospital qualificado com todo estrutura necessária para a segurança do paciente"


Dr. Otávio Maximino. (Foto: Reprodução/Assessoria)


Dr. Otávio Maximino, ainda reforça: ‘uma equipe multidisciplinar faz a diferença na evolução da recuperação dos pacientes. Aqui disponho de acompanhamento nutricional (orientação de uma alimentação correta e que ajude na cicatrização), o tratamento em conjunto com a fisioterapeuta (onde o uso de terapias manuais, aplicação de laser e exercícios diminuem a dor, além de otimizar e acelerar a recuperação) e o controle da ansiedade por meio do acompanhamento psicológico’, finalizou. 

 

Dr. Otávio Maximino – Cirurgião Plástico  

Graduado em Medicina pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), realizou Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Agamenon Magalhães e concluiu sua Residência em Cirurgia Plástica no Hospital das Clínicas de Pernambuco. Realizou estágio no Instituto Javier de Benito em Barcelona (Espanha), considerado um dos centros de cirurgia estética mais conceituados da Europa. É membro especialista em Cirurgia Plástica pela SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e atua como Cirurgião Plástico no Hospital dos Servidores do Estado de Pernambuco. 

Contato com Dr. Otávio Maximino: www.drotaviomaximino.com.br 

 

 

 

Foto destaque: Cirurgia de Contorno Corporal. Reprodução/Assessoria

Deixe um comentário