Bem Estar

Dores relacionados à problemas de postura têm sido cada vez mais frequente

Entenda como uma má postura pode gerar problemas que vão além das dores nas costas, afetando, assim, várias áreas do corpo, sendo extremamente prejudicial à saúde e ao bem-estar.

3 min de leitura
16 Set 2021 - 19h45 | Atualizado em 16 Set 2021 - 19h45

A quarentena devido ao coronavírus intensificou a prática do home office no mundo todo, onde os trabalhadores e estudantes passam horas sentados. Dessa forma, é muito comum que a pessoa não consiga se concentrar em manter uma postura adequada. Como exemplo disso, em 2020 houve um estudo britânico indicando que cerca de 80% dos trabalhadores sentiram dores na região da coluna desde o início de suas jornadas de trabalho remoto.

Quando uma pessoa se mantém com a coluna curvada, os músculos ao redor dela passam a ficar tensos, que leva o indivíduo a sentir dores. Um estudo postado no BMC Musculoskeletal Disorders, que utilizou mais de 500 pessoas com dores crônicas na coluna ou no ombro, descobriu que os sintomas melhoravam conforme eles corrigiam a postura. De todo modo, a influência de uma má postura vai além de dores nas costas, uma vez que pode afetar, também, a região do pescoço e até problemas de circulação e respiratórios.

Dr. Otávio Maximino fala da procura pelas cirurgias de contornos corporal e a otimização para recuperação rápida do paciente

Variante delta avança e sintomas parecem com resfriado

Dra. Anna Karina Sarpe explica sobre tratamento de varizes sem cirurgia e com rápida recuperação

A tensão dos músculos da parte traseira da cabeça através de uma postura errada pode desencadear uma pressão nos nervos, causando, assim, dores no local. Um estudo publicado pela Surgical Technology International comprovou que para cada centímetro que a cabeça é inclinada para frente, dobra a pressão e o peso sobre a ponta da espinha, localizada na cervical. Além disso, os músculos e articulações passam a trabalhar mais do que o normal, como uma medida de compensar a má postura. Dessa forma, o indivíduo pode chegar a sofrer um grande desconforto e tende a gastar mais energia.

Como foi citado anteriormente, uma postura inadequada interfere no sistema circulatório do corpo, já que, com a pressão sobre os vasos sanguíneos, o sangue apresenta dificuldade de circular livremente, causando, então, fadiga e uma sensação de baixa energia. Além disso, é possível ter sintomas de formigamento, dormência em algumas partes do corpo.


(Foto: Dores relacionados à problemas de postura têm sido cada vez mais frequente. Reprodução/ Pexels)


A respiração também é outra função afetada por uma postura comprometida, uma vez que a área do tórax passa a ser comprimida, impedindo o diafragma de expandir completamente. Além disso, a capacidade pulmonar é devidamente reduzida por conta de uma má postura, de acordo com um estudo publicado no Journal of Physical Therapy Science.

Algumas práticas são indicadas para contornar esses problemas, como a prática de atividades físicas, principalmente com exercícios para fortalecer o abdômen, já que este é responsável pela sustentação do corpo. Outra medida indicada é evitar ficar sentado por longos períodos, uma vez que a falta de movimentação promove uma fadiga nos músculos, então é sempre importante fazer pausas para se levantar, movimentar, pelo menos, a cada 40 minutos sentados.

 

 Foto destaque: Dores relacionados à problemas de postura têm sido cada vez mais frequente. (reprodução/ yanalya/ freepik)

Deixe um comentário