Cinema/TV

Documentário sobre a luta de Selma Blair contra a esclerose múltipla ganha data de estreia

O documentário da plataforma de streaming Discovery+ -Introducing, Selma Blair- mostra a batalha da atriz contra a esclerose múltipla, vivida desde 2018.

3 min de leitura
21 Out 2021 - 22h05 | Atulizado em 21 Out 2021 - 22h05

 

A atriz Selma Blair, de 49 anos, terá um documentário realizado sobre ela, produzido pela plataforma de streaming Discovery+. O filme conta a trajetória da artista, que foi diagnosticada com esclerose múltipla em 2018. Além disso, a filmagem irá acompanhar a celebridade durante um tratamento de células-tronco pelo qual ela vai passar. A gravação estará disponível aos telespectadores a partir desta quinta-feira (21).

 

A esclerose múltipla é uma doença neurológica que delibita o enfermo, fazendo com que seu sistema imunológico devaste, aos poucos, a cobertura protetora dos nervos. Embora haja tratamento, a doença ainda não possui cura para seus pacientes. Uma das pessoas atingidas pela enfermidade foi Blair, a qual anunciou seu estado de saúde aos seus fãs após descobrir o caso, há 3 anos (2018).


Confira o trailer de "Introducing, Selma Blair". (Reprodução/YouTube)


 

Diante das batalhas e angústias perante uma doença sem cura, o Discovery+ produziu um documentário o qual receberá o nome de “Introducing, Selma Blair” –ou “Apresentando, Selma Blair”, em português. A película irá acompanhar todos os passos da norte-americana, estando com ela em seus tratamentos e demonstrando todos os dramas vivenciados pela atriz desde então, a qual também se mostra bastante abatida por conta da quimioterapia.

 

Rachel Fleit, diretora das filmagens, deu detalhes sobre como foram as gravações, falando sobre a participação de Selma no documentário, seu comportamento e a ajuda da equipe diante das adversidades encontradas e sentidas pela atriz. “Eu estava muito ciente de que meu tema também não era se sentir bem, sabe, então não gravávamos 12 horas por dia, juntávamos pedaços pequenos de tempo”, introduziu.

https://lorena.r7.com/post/Tiago-Leifert-apresentara-apenas-a-primeira-fase-do-The-Voice-Brasil

https://lorena.r7.com/post/Rafa-Kalimann-abre-as-portas-de-sua-nova-mansao-no-Rio-de-Janeiro

https://lorena.r7.com/post/Italo-Ferreira-e-Juliette-voltam-a-movimentar-a-web-apos-mensagens-no-Twitter

Ela nos indicava quando era hora de parar, mas se fosse qual fosse o estado, a equipe estava lá. Selma estava disponível, aberta e disposta a filmar, o que era incrível”, falou, surpresa com a atitude da atriz de “Segundas intenções”, além de relatar o apoio de seu time de gravação. Selma Blair, inclusive, recebeu mensagens de outras pessoas também diagnosticadas com a doença.

 

Não diga ‘ah, não está acontecendo’, mas tenha paciência. Levou um tempo para formar este sistema nervoso em você. Pode não passar da noite para o dia, mas existem modificadores de doença... paciência, e tente não se preocupar. Isto é seu corpo lhe dando um presente, infelizmente, dizendo: ‘vá devagar’”, dizia.


Selma Blair e seu filho, Arthur Saint Bleick. (Foto: Reprodução/Instagram)


 

“Introducing, Selma Blair” estreou nos teatros no dia 15 de outubro. Neste dia 21 de outubro, a produção estará presente, também, no Discovery+, disponível para assinantes da plataforma. O filme, além de apresentar a luta de Selma, demonstrará a relação dela com seu filho, o menino Arthur Saint Bleick, de 10 anos de idade, um forte companheiro da mãe durante a batalha vivida.

 

Foto Destaque: Selma Blair. Reprodução/Instagram

 

 

Deixe um comentário