Gastronomia

Conheça o destino dos sonhos com a experiência de restaurantes subaquáticos

Um resumo de alguns dos restaurantes subaquáticos em Maldivas que surpreendem com suas experiências gastronômicas submersas e são destinos dos sonhos de muita gente.

3 min de leitura
16 Dez 2021 - 11h44 | Atualizado em 16 Dez 2021 - 11h44

Maldivas, um arquipélago de mais ou menos 2.500 ilhas, localizada no Oceano Índico, é um dos destinos dos sonhos da maioria dos brasileiros. E chama a atenção também por oferecer inusitadas experiências gastronômicas submersas em uma coleção de restaurantes subaquáticos encontrados em alguns dos resorts de luxo da rede Minor Hotels.

Um deles é o SEA, no resort Anantara Kihavah. O restaurante, uma vez premiado pelo World Travel Awards como o melhor restaurante subaquático do mundo, é lar de deliciosas iguarias locais e sabores internacionais incorporados em pratos como a Lagosta das Maldivas e o Wagyu japonês. Ele também funciona como uma adega profunda com 360 rótulos cobiçados em sua coleção.

 

https://lorena.r7.com/post/Cerveja-artesanal-e-produzida-por-freiras-para-arrecadar-fundos-e-realizar-obras-em-convento-na-Belgica

https://lorena.r7.com/post/Alta-na-inflacao-faz-o-preco-do-peru-aumentar-e-muda-ceia-do-Natal

https://lorena.r7.com/post/Em-2022-Brasil-pretende-elevar-as-vendas-de-carne-suina-para-a-Russia


O premiado estabelecimento, que fica a seis metros debaixo d’água, oferece, além da excelência gastronômica, a oportunidade de admirar o rico ambiente marinho durante a refeição, à beira de um recife natural com mais de 100 espécies de vida marinha circulando a qualquer momento do dia. Você ainda encontra, em cada mesa, uma enciclopédia da vida marinha local para conhecer mais sobre cada espécie presente. As refeições no SEA podem custar a partir de U$ 295 por pessoa.

O único jeito de chegar até lá é pelo aeroporto internacional de Malé – de São Paulo são mais de 20 horas de voo via Doha, sendo 45 minutos de hidroavião da capital Malé. O brasileiro não precisa de visto com antecedência para entrar em Maldivas, ele consegue obter o visto na chegada em Malé. No entanto, é preciso ter o visto de vacinação da Covid-19 e da Febre Amarela, com 10 dias de antecedência. Outra restrição, é a proibição de entrada no país com bebidas alcoólicas, por ser um país mulçumano. Outras opções de restaurantes subaquáticos nas Maldivas são:

Ithaa, no Conrad Maldives Rangali Island - é o primeiro restaurante submarino do mundo, localizado no Conrad Maldives Rangali Island, no Atol Alif Dhaal, oferecendo vistas panorâmicas de 180 graus dos jardins de coral que o cercam.


Restaurante Ithaa, no Conrand Maldives Rangali Island (Foto: Reprodução/ Maldivas world)


Undersea, no Hurawalhi Island Resort - o maior restaurante subaquático panorâmico do mundo. Esse é um restaurante com design minimalista com apenas 8 mesas e rodeado por vistas do mundo subaquático.


Undersea, Hurawalhi (Foto: Reprodução/ Maldivas World)


SUBSIX, no Niyama Private Islands - é palco de cafés da manhã com champanhe, almoços subaquáticos, jantares gourmet e festas à noite, iluminando os recifes no lado de fora. 


Subsix, no Nyama (Foto: Reprodução/ Kangaroo)


O clube é acessível por barco, e os visitantes ficam a três andares abaixo do nível do mar. O clube tem uma Glow Party semanal e noites de DJ, e também degustações de vinho e palestras de biólogos marinhos.

Foto destaque: SEA, Anantara Kihavah. Reprodução/L'Espace Tuors 

Deixe um comentário