Notícias

Cidade chinesa oferece dinheiro por pistas sobre pandemia da Covid-19

Autoridades de Heihe declararam a "guerra do povo" contra a Covid-19; quase R$ 90 mil é a recompensa por pistas que ajudem a detectar a origem mais recente da pandemia.

3 min de leitura
09 Nov 2021 - 11h16 | Atulizado em 09 Nov 2021 - 11h16

Buscas incessantes por formas de erradicar a pandemia da Covid-19 ou pelo menos amenizar as drásticas consequências negativas deixadas pela doença mobilizam algumas autoridades pelo mundo. De acordo com o jornal britânico "The Guardian", cerca de US$ 15,5 mil ou quase R$ 90 mil em dinheiro estão sendo oferecidos na cidade chinesa, chamada Heihe, situada na fronteira com a Rússia, com o intuito de conseguir dicas sobre o surto da variante Delta do ‘novo coronavírus’ que já atingiu na localidade 240 casos já confirmados.

A expectativa das autoridades municipais de Heine é que a população colabore para rastrear o vírus e fornecer informações para auxiliar nas investigações do surto do SARS-CoV-2.


 Autoridades de Heihe na luta para combater a Covid-19. (Foto: Reprodução/ Stringer/Reiters)


 A intitulada “guerra do povo” não para, principalmente, após dados desta terça-feira (09) que apontam a China registrando 43 casos locais em um pequeno foco da doença provocado pela respectiva mutação do vírus em vinte províncias e regiões. Heihe é separada da cidade russa Blagovechchensk pelo rio Amur, e o país vizinho é um dos mais afetados pela pandemia atualmente.

 

https://lorena.r7.com/colunista/Lili-Bustilho/post/Pfizer-diz-que-pilula-contra-Covid-19-reduz-hospitalizacao-e-morte-em-89

https://lorena.r7.com/colunista/Lili-Bustilho/post/Gas-de-cozinha-chega-a-R-140-e-gasolina-a-R-8-diz-ANP

https://lorena.r7.com/colunista/Lili-Bustilho/post/Combustiveis-ANP-libera-delivery-e-muda-forma-de-exibicao-de-precos-em-postos


A cidade que possui 1,6 milhão de habitantes está totalmente em quarentena e todos os moradores estão sendo testados. Outra medida adotada foi a determinação da proibição de veículos trafegando pelas ruas e a suspensão do transporte público. As novas condutas em Heihe foram tomadas após a nova onda de contágios o que tornou necessário o anúncio de medidas mais severas. O governo chinês é declaradamente adepto a tolerância zero, apesar das retaliações e críticas que ainda lhe são direcionadas onde muitas pessoas atribuem a doença à problemas oriundos de países como a China. 

 

Foto Destaque: Cidade de Heihe oferece quase R$ 90 mil como recompensa por informações. Reprodução/Barcroft Media / Colaborador/Getty Images.

Deixe um comentário