Bem Estar

China luta contra um novo surto da covid-19 e começa a tomar medidas mais severas

A China tem maior número de contágios de coronavírus desde meados de setembro. O governo, que já estava em ritmo de tolerância zero, pede para que os cidadãos se preparem para um possível lockdown.

3 min de leitura
04 Nov 2021 - 09h37 | Atulizado em 04 Nov 2021 - 09h37

Apesar de já adotar medidas rígidas para o combate do coronavírus, o governo chinês pediu para que as pessoas passem a se abastecer de suprimentos de necessidades diárias, como uma forma de estoque consciente.

as famílias devem armazenar uma certa quantidade de produtos de necessidade diária conforme necessário para atender a vida cotidiana e emergências”, é o que diz um aviso feito no site do Ministério do Comércio nesta segunda-feira (1).

O país registrou o maior número de novos casos de pessoas contaminadas pelo coronavírus desde meados de setembro. Os dados apontam que foram contabilizados 92 novos casos. A China segue uma estratégia de tolerância zero, tomando medidas cada vez mais rígidas para conter o vírus.


Foto: Homem andando na rua com carrinho de mercado. (Reprodução/ pexels)


A imprensa chinesa publicou listas de suprimentos recomendados para se armazenar em casa, como vitaminas, macarrão instantâneo, lanternas, biscoitos. Apesar de tomar as medidas necessárias, um pedido de abastecimento de suprimentos pode levar a situações complicadas, uma vez que a população pode acabar se desesperando.

Um exemplo claro disso é o fato de o jornal Economic Daily dizer aos seus leitores para que evitem uma “imaginação hiperativa”, reforçando a intenção do governo de garantir que as pessoas não sejam pegas desprevenidas caso ocorra um lockdown.

As autoridades já determinaram que as escolas fechem pelos próximos três dias em Changzhou, localizada na província de Jiangsu. Além disso, o governo começou uma campanha de testagem em massa na capital Pequim, além de ter suspendido a comercialização de passagens de trem na região.

Última fase do passaporte da vacina começará dia 15 no RJ

Pesquisadores do Canadá trabalham em exame que facilita diagnóstico de tumor cerebral

Estudo experimental de tratamento contra a depressão é realizado nos EUA e Brasil

 

Casos em outros países

O governo Holandês também está tomando mais medidas restritivas em decorrência do crescimento de contaminações do coronavírus. Segundo dados do Our World in Data, a média móvel dos últimos 7 dias registrada na terça-feira (2) foi de, aproximadamente, 7.728 pessoas contaminadas.

O país voltou a exigir o uso de máscaras em ambientes públicos, a solicitação do passaporte covid, ambas as medidas a partir do próximo sábado (6). Além disso, a partir de ontem (3) os trabalhadores foram orientados a trabalhar em casa por pelo menos metade da semana e evitarem, também, viagens em horários de pico.

 

Foto destaque: Mulher comprando frutas de máscara. (Reprodução/ pexels)

Deixe um comentário