Notícias

China confina meio milhão de pessoas por surto de Covid-19

China confina meio milhão de pessoas em Zhejiang, umas das maiores províncias exportadoras do país. Medida acontece após o país detectar 44 novos casos de Covid-19 na província. Especialistas preveem impactos no setor têxtil e de fibra.

3 min de leitura
14 Dez 2021 - 18h30 | Atualizado em 14 Dez 2021 - 18h30

A província de Zhejiang registrou nesta terça-feria (14), um novo foco de transmissão da Covid-19 na China. Após o registro, as autoridades anunciaram o confinamento de meio milhão de pessoas, além do fechamento de estabelecimentos comerciais em vários distritos. 

Ao todo foram detectados 51 casos de contágio direto nesta terça-feira, em que 44 foram registrados em Zhejiang, o que subiu as infecções a quase 200 desde a semana passada. Autoridades de saúde comunicaram que o surto em Zhejiang evoluía muito rápido em 3 cidades: Ningbo, Shaoxing e Hangzhou. Para conter o avanço da doença, as autoridades de Zhejiang organizaram testes em larga escala e confinamentos localizados. Isso tudo a pouco menos de 2 meses para o ínicio dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, que estão programados para acontecer de 4 a 20 de fevereiro de 2022.



Homem é testado para Covid-19 em Zhejiang. (Foto: Reprodução/STRINGER/Reuters)


Na segunda-feira (13), a imprensa chinesa confirmou que o país detectou o primeiro caso da variande Ômicron na cidade de Tianjin, no Norte do país. Antes disso, nos últimos dias, alguns distritos de Ningbo, o principal porto da província de Zhejiang, e a cidade vizinha Shaoxing já haviam relatado que haveria suspenção em algumas atividades comerciais. 

https://lorena.r7.com/post/Quase-140-milhoes-de-brasileiros-estao-imunizados-contra-a-Covid

https://lorena.r7.com/post/Apos-ordem-do-STF-passaporte-de-vacina-sera-exigido-de-viajantes-ao-entrarem-no-Brasil

https://lorena.r7.com/post/Ataque-hacker-no-site-do-Ministerio-da-Saude-compromete-dados-sobre-a-Covid-19-aponta-especialistas


Em Zhenhai, um distritos de Ningbo que possui uma grande base petroquímica, anunciou o fechamento obrigatório de todas as empresas consideradas não cruciais. As produtoras petroquímicas reduziram as atividades, e várias empresas da capital da província de Hangzhou também tiveram que suspender as produções. Além disso, centenas de voos que decolariam de Hangzhou foram cancelados nesta terça-feira.

O impacto do fechamento de Zhejiang preocupa especialistas. Zhejiang é uma das privíncias chinesas de PIB mais elevado e é também uma grande exportadora; somente Ningbo, Shaoxing e Hangzhou respondem por cerca da metade do PIB anual de US$ 1 trilhão do país. 

"O fechamento das fábricas de Zhejiang vai afetar a cadeia de abastecimento de setores como fibras e têxteis." Explicou Zhaopeng Xing, diretor na China da ANZ Research, ele considera que o impacto será similar ao registrado em setembro e outubro, quando a China precisou racionar energia para enfrentar uma crise de energia elétrica.

Foto Destaque: Província exportadora Zhejiang. Reprodução/as/lf/AFP/Reuters.

Deixe um comentário