Notícias

Bolsa Família chega ao fim após 18 anos

O programa social realizou o último pagamento nessa sexta-feira (29) para beneficiários. Estudos apontam que o Bolsa Família tirou 3,4 milhões de famílias da extrema pobreza.

3 min de leitura
30 Out 2021 - 08h00 | Atulizado em 30 Out 2021 - 08h00

Nesta sexta-feira (29), milhões de brasileiros realizaram o saque da última parcela do Bolsa Família. O programa terá a oficialização de seu fim na próxima semana, quando a Medida Provisória 1.061, que cria o Auxílio Brasil, entrará em vigor. O programa poderá voltar, caso a MP seja alterada ou o Congresso deixe-a caducar. 

 

O governo promete começar os pagamentos do novo benefício em novembro, porém na quinta-feira, anunciou mudanças no valor: ao invés do valor mínimo prometido, de R$400 aos beneficiários, o valor foi adiado para dezembro. No próximo mês, haverá apenas um reajuste de 20%. 

 


Último saque do Bolsa Família foi disponibilizado na última sexta-feira, 28 de outubro. Foto: Reprodução/Agência Brasil)


 

Com 14,84 milhões de beneficiários, o Bolsa Família tirou 3,4 milhões de brasileiros da extrema pobreza e 3,2 milhões passaram acima da linha de pobreza. Entre outras conquistas do programa estão diminuir a mortalidade infantil, aumentar a participação escolar feminina, reduzir a desigualdade regional do país e melhorar indicadores de insegurança alimentar entre os mais pobres.

 

No entanto, o Auxílio Brasil, programa criado pelo governo federal para substituir o Bolsa Família, ainda não foi aprovado. O governo precisa assegurar a fonte dos recursos, já que ele custará mais do que o Bolsa Família. O governo precisa aprovar a Pec dos Precatórios para abrir espaço no teto de no teto de gastos para o orçamento federal em 2022  e ser capaz de financiar o programa. 

 

https://lorena.r7.com/post/ICMS-sobre-combustivel-e-congelado-por-90-dias

https://lorena.r7.com/post/Projeto-que-cria-auxilio-gas-para-familias-de-baixa-renda-e-aprovado-pela-Camara-dos-Deputados

https://lorena.r7.com/post/CPI-da-Covid-indicia-Bolsonaro-por-nove-crimes-em-relatorio-final


 

Outra estratégia planejada pelo governo federal é a aprovação da reforma do Imposto de Renda, que só passou na Câmara dos Deputados e ainda precisa do aval do Senado, para conseguir mais recursos para bancar o auxílio, que serão obtidos com a cobrança de lucros e dividendos. 

 

João Roma, ministro da Cidadania, diz que a previsão do governo é que Auxílio Brasil irá alcançar 17 milhões de pessoas até dezembro.

 

Foto destaque: Bolsa Família será substituído pelo Auxílio Brasil a partir de novembro. Reprodução/Shutterstock

Deixe um comentário