Música

Advogados de Dua Lipa pedem arquivamento de processo por plágio em ‘Levitating’

A equipe de advogados de Dua Lipa pede que processo por suposto plágio na música "Levitating" seja arquivado. A advogada Christine Lepera divulgou uma carta rebatendo as acusações.

3 min de leitura
02 Set 2022 - 14h00 | Atualizado em 02 Set 2022 - 14h00

Os advogados de Dua Lipa apresentaram seus argumentos refutando o processo movido contra a cantora por um suposto plágio cometido na música “Levitating”, lançada em 2020. A equipe requer o arquivamento do caso e alega que Dua e seus colaboradores jamais haviam ouvido as canções em questão antes de compor o hit.

No processo, o segundo acusando a música de ser plágio, os pleiteantes L Russell Brown e Sandy Linze afirmam que a canção de Dua utilizou elementos de duas músicas que eles escreveram: “Wiggle And Giggle All Night” em 1979, e “Don Diablo” em 1980.

Mas, a advogada da cantora, Christine Lepera escreveu em uma carta para a corte esta semana que: “as similaridades apontadas – a escala descendente em que cada tom é repetido em notas uniformemente espaçadas, e um ritmo comum – são desprotegidas, e o uso resulta em construções musicais coincidentes. E, talvez o mais importante, os autores de ‘Levitating’ nunca haviam escutado antes as composições citadas”.

Para mostrar que uma música é resultado de plágio de outra, é necessário provar que os criadores do trabalho mais recente tiveram acesso ao material mais antigo, assim como demonstrar que as semelhanças são suficientes para constituir uma infração de direitos autorais.

A menos que exista provas concretas que os autores deliberadamente plagiaram uma música, é indispensável ter uma hipótese para como esses compositores ouviram a composição que são acusados de copiar.

Se o primeiro trabalho for muito famoso, e largamente distribuído e conhecido, provar o conhecimento do artista não seria difícil. Outro argumento utilizado por Lepera. “A denúncia falha ao alegar uma ampla disseminação de ‘Wiggle’ e ‘Don Diablo”, escreveu a advogada, justificando que ambas as melodias não chegaram a atingir muitas reproduções, o que dificulta provar que os escritores de “Levitating” as conhecessem.

Além disso, a advogada de Dua Lipa argumenta que sua cliente nunca teve acesso às músicas nos bastidores. “Os reclamantes falham ao apresentar indícios plausíveis de uma determinada cadeia de eventos que levem ao acesso do material”.


Clipe oficial de Levitating (Reprodução/Youtube)


Outro processo corre acusando “Levitating” de ser uma cópia. Neste, a banda de reggae “Artikal Sound System” acredita que a canção tenha sido baseada em “Live Your Life”, lançada em 2017. Além de Dua Lipa, a Warner Records, gravadora da compositora, produtores e compositores da faixa, também se tornaram réus do processo.

Foto de destaque: Dua Lipa em bastidores de show. Reprodução/Instagram

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo