Saúde e Bem Estar

A padronização de beleza vem afetando a saúde mental das pessoas

A padronização de beleza é uma realidade da humanidade desde os primórdios da civilização. Sentir a necessidade de de estar no padrão pode se tornar algo bem negativo para certas pessoas, podendo ocasionar em ansiedade, baixa autoestima, depressão

3 min de leitura
31 Jul 2021 - 11h00 | Atulizado em 31 Jul 2021 - 11h00

Hoje o Padrão de beleza é um dos principais motivos de problemas psicológicos como ansiedade, baixa autoestima e até mesmo anorexia. É notável a existência de uma padronização de beleza, mas qual é o motivo disso?

Desde que nascemos nos é ensinado o que é "bonito" ou "feio". Não existe uma certa liberdade de pensamento quanto a isso. Após atingirmos uma certa idade criamos um senso crítico mais evoluído, mas nem sempre acontece isso. Essa realidade de crescimento moldado a padrões pode deixar traumas. Quando uma pessoa fora dos padrões vai crescendo, em muitos casos acontece o fato desse indivíduo tentar a todo custo se encaixar em uma realidade que não é a sua. Ao olhar no espelho e não ver conseguir ver beleza só por não ter características padronizadas causa um impacto negativo tremendo. Com o auxílio de mídias sócias o estado se agrava, pois diversos perfis mostram realidades irreais. A necessidade de querer estar no padrão e não conseguir causa desespero e com isso vem a ansiedade. O fato de não conseguir alcançar aquele padrão irreal causa falta de confiança e autoestima.

https://lorena.r7.com/post/Presidente-Bolsonaro-veta-projeto-que-facilita-acesso-a-medicacoes-orais-contra-o-cancer  

https://lorena.r7.com/post/Vacinacao-no-Rio-Com-risco-de-contagio-da-variante-delta-de-covid-19-governador-do-Rio-de-Janeiro-antecipa-aplicacao-da-segunda-dose-das-vacinas-no-estado

https://lorena.r7.com/post/Cuidados-com-a-pele-no-inverno-e-como-evitar-o-ressecamento

Isso tudo ocorre por um motivo. Lucro e mais lucro. As grandes empresas impõem padrão para que seus produtos tenham uma necessidade de serem comprados. Um bom exemplo são as cirurgias plásticas, que foram criadas com o intuito de ajudar pessoas acidentadas ou com deficiências a terem uma correção estética. Com a padronização os procedimentos estéticos se tornaram algo rotineiro e banal. Hoje em dia "normal" são meninas de 16 anos planejarem modificações em seus corpos. O excesso de cirurgias plásticas se tornou algo comum.

 


 

Reprodução/Pexels perfil: Jennifer Enujiugha


  

A padronização de beleza excluiu um fato que é da humanidade, as diferenças. Saber que ser diferente é normal se tornou algo exclusivo para poucas pessoas. A insegurança foi algo normalizado. O cabelo fora do padrão é “feio”, o corpo também e todas as outras características. Como evitar toda essa carga negativa? Trabalhe sua autoestima, aprenda a lidar com elogios, priorize sua saúde tanto mental quando física, tenha em mente que você é uma pessoa única e lembre-se que beleza não é uma competição.

 

(Foto Destaque: Reprodução/ Pexels: perfil Andrea Piacquadio)

Deixe um comentário