Com 200 milhões de seguidores no Instagram, Messi posta sobre abusos na internet

Publicado 01 de May de 2021 às 12:26

Neste sábado (01), Lionel Messi, de 33 anos, comemorou a sua conquista de ter atingido 200 milhões de seguidores no Instagram, com uma publicação em seu perfil oficial, sobre abusos sofridos nas redes, sendo famosos ou não. Desde da última sexta-feira (30), o tema está sendo debatido no mundo esportivo. O futebol inglês está protestando contra abusos na internet e atos racistas, ficando quietos durante este final de semana.

O silencio nas redes sociais mais famosas como Facebook, Instagram e Twitter, foi uma estratégia pensada para expor as mensagens recebidas pelos atletas. Os jogos que acontecem neste final de semana, não terão promoções nas plataformas digitais.

Luisa Mell testa positivo para a COVID-19 novamente: ‘Estou bem mal’

Mari Gonzalez manda indireta sobre casamento para o noivo

Maria Ribeiro associa política a término com Caio Blat: ''Votou no Aécio''

Messi iniciou seu texto agradecendo os fãs e lembrando que por trás do perfil, tem um ser humano. "Vejo que acabei de chegar aos 200 milhões de pessoas que me seguem nesta rede hoje, mas pelo que está acontecendo hoje, não vou tomar como motivo de comemoração. Claro que agradeço todo carinho e apoio que sempre recebo da parte de vocês, mas acredito que chegou a hora de dar importância a todas as pessoas que estão por trás de cada perfil. Que percebamos que por trás de cada conta existe uma pessoa de carne e osso, que ri, chora, desfruta e sofre. Seres humanos com sentimentos”, escreveu

O jogador alertou sobre os abusos na internet. “Vamos elevar nossa voz para parar o abuso nas redes sociais. Não importa se somos anônimos, famosos, atletas, árbitros ou seguidores de um jogo, ou mesmo alguém alheio a tudo isso. Não importa a raça, religião, ideologia ou gênero... ninguém merece ser maltratado nem insultado. Convivemos assistindo e vivenciando abusos, cada vez mais e piores em cada uma das redes, sem que ninguém faça nada para evitá-lo. Devemos condenar com toda a firmeza essas atitudes tão hostis e exigir que as empresas que manuseiam as redes tomem medidas urgentes contra esses comportamentos”, comentou.

Aos seus seguidores, Messi fez um apelo para que sempre respeitem as pessoas nas redes sociais. “Gostaria que vocês, as 200 milhões de pessoas que me acompanham, pudessem ser convertidas nos 200 milhões de motivos que existem para fazer das redes um lugar seguro e de respeito, onde possamos compartilhar o que quisermos sem medo de ser insultado... e que fiquem para sempre fora delas insultos, racismo, abusos e discriminações. Para vocês que fazem parte dessas redes e que estão sempre junto a mim, espero que me acompanhem e me apoiem nessa cruzada. Grande abraço a todos e parabenizo a toda a galera do futebol no Reino Unido pela sua ideia de montar a campanha contra o abuso e a discriminação nas redes", finalizou.


Texto publicado por Lionel Messi (Reprodução: Instagram)


Sobre o boicote, organizado pelo futebol inglês, em nota a Premier League, disse que estão unidos em solidariedade. "Para enfatizar que as empresas de mídia social devem fazer mais para erradicar o ódio on-line, enquanto destacam a importância de educar as pessoas na luta contínua contra a discriminação", explicou.

Pediram também para que as empresas grandes que são donas das maiores plataformas digitais, se esforçassem mais para a resolução do problema. E também, clamaram para o governo britânico, que a Lei de Segurança On-line, obrigue as empresas serem as responsáveis pelo que acontece em suas plataformas.

 (Foto destaque: Com 200 milhões de seguidores no Instagram, Messi posta sobre abusos na internet. Reprodução: Instagram)

 

Deixe um comentário