Celebridades

Viih tube fala abertamente sobre um estupro sofrido aos 16 anos

A ex - BBB Viih Tube abre o jogo sobre trauma de um estupro que viveu aos 16 anos em seu novo livro "Cancelada"

3 min de leitura
13 Dez 2021 - 17h28 | Atualizado em 13 Dez 2021 - 17h28

No seu novo livro que se chama "Cancelada”, a ex BBB fala sobre o trauma vivido bem novinha. Na carreira da internet desde cedo, Viih sempre foi obrigada a conviver com muitas pessoas do meio e em umas dessas aconteceu uma tragédia que ela trata até hoje pois ainda convive com o estuprador em eventos da vida:"até hoje, sou obrigada a conviver com o homem que me estuprou, porque trabalhamos no mesmo meio, o que me dá calafrios", disse Viih Tube.

A youtuber lamenta aos seus seguidores não ter conseguindo falar desse assunto importante mais cedo pois não conseguia nem relembrar e então conta que em uma viagem ela ficou com um rapaz, trocando amassos e carinhos mas que tudo virou um grande pesadelo.



Viih Tube em post do Instagram. (Foto: Reprodução/ Instagram)

"Disse "não" diversas vezes, mas não foi suficiente. Fui estuprada. Mesmo sabendo que tentei evitar, me culpava por não ter feito nada além de empurrá-lo", afirma Viih, no livro e após conta mais detalhes sobre o que foi vivido e como isso a afetou mentalmente sempre achando que a culpa de tudo que aconteceu foi dela.

A jovem relatou que nunca denunciou o rapaz à policia mas que sempre alertou as amigas próximas sobre a violência vivida e que tipo de homem ele era e do perigo de se relacionar com ele, também diz que não tem contato nenhum mais com ele.

https://lorena.r7.com/post/Viih-Tube-ganha-anel-de-Lipe-Ribeiro-durante-show-de-Dennis-DJ

https://lorena.r7.com/post/Flagra-na-Farofa-da-Gkay-Viih-Tube-e-Lipe-Ribeiro-sao-vistos-deixando-festa-juntos

https://lorena.r7.com/post/Romance-no-ar-Viih-Tube-e-Arthur-Picoli-sao-flagrados-juntos 


E a atriz hoje também diz e alerta seus leitores do novo livro, “A culpa do estupro é sempre do estuprador, nunca da vítima. Naquela época, não tinha consciência de que não precisava me envergonhar. É o tipo de coisa que a gente não esquece“ e ressalta que é preciso tratar esse trauma para conseguir seguir a vida em paz e nessa luta contra a cultura do estupro.

Foto destaque: Viih tube. (Foto: Reprodução/Instagram)

Deixe um comentário