Money

Veja quem são os investidores que não acreditam no bitcoin

As criptomoedas têm atraído muitos nomes famosos no mercado financeiro. Porém ainda tem alguns empresários que não aderiram ao bitcoin. Conheça 6 deles que são contra esse mercado

3 min de leitura
18 Out 2021 - 10h45 | Atualizado em 18 Out 2021 - 10h45

O crescimento no mercado de criptoativos ganhou e ganha um bom espaço ao longo dos anos. Assim trazendo grandes nomes do mercado financeiro e de investimentos para apostar nesse novo mercado. Nomes como: Elon Musk, Ray Dalio, Bill Miller, Stan Druckenmiller e Barry Sternlicht são apenas alguns deles.


Criptomoedas nos Estados Unidos, empresários criticam o mercado (Foto: Reprodução/pplware)


Mas sem dúvidas como todo investimento tem alguns empresários que preferem não apostar, e claro que com o bitcoin e as criptomoedas não são diferentes. Nomes famosos do Vale do Silício ou de qualquer outro centro econômico vem se posicionando contra este novo mercado de investimentos. 

Jamie Dimon, CEO do banco JPMorgan, tem ganhado bastante repercussão, isso porque o empresário vem fazendo bastantes críticas e se posicionando radicalmente contra os ativos digitas. Tendo sua empresa atuando em várias frentes relacionadas ao setor, oferecendo o investimento aos seus clientes e criando até mesmo a própria criptomoeda. Assim como Jamie, vários outros executivos dos Estados Unidos criticaram e deixaram claro que não têm interesse apostar no bitcoin e em criptomedas 


https://lorena.r7.com/post/Nubank-tem-seu-primeiro-lucro-semestral-registrado

https://lorena.r7.com/post/Bancos-digitais-sofrem-queda-de-usuarios-ativos

https://lorena.r7.com/post/Elon-Musk-bate-o-martelo-e-a-sede-da-montadora-Tesla-e-transferida-para-o-Texas


Conheça seis deles: 

Warren Buffett, um dos investidores mais conhecidos e bem-sucedidos do mundo, fundador da oitava empresa mais valiosa do mundo. Warren é um dos alvos mais frequentes sobre criptoativos, já que sua opinião tem grande poder de influência. O empresário já se manifestou diversas vezes contra o setor.  

"As criptomoedas basicamente não têm valor e não produzem nada. E o que você espera é que alguém apareça depois e pague mais do que você pagou, mas então essa pessoa terá um problema", disse, no ano passado, à CNBC. "Em termos de valor: zero", completou.  

Michael Burry, famoso por ter previsto e lucrado com a crise de 2008, teve sua história retratada no filme ‘A grande aposta’. Michael já expressou sua opinião sobre os criptoativos diversas vezes em suas redes sociais.  

"O bitcoin é uma bolha especulativa que traz muito mais riscos do que oportunidades, apesar dos seus proponentes estarem certos nos seus argumentos sobre o porquê ele é relevante no momento atual da história", publicou em sua conta do Twitter, em março. No último fim de semana, ele voltou a falar do assunto, perguntando aos seus seguidores "como se faz short de uma criptomoeda", sugerindo que poderá entrar no mercado para apostar contra. 

Bill Gates, criador da Microsoft, é outro que não se deixou levar pela onda das criptomoedas, apesar de sua companhia trabalhar com diferentes frentes relacionadas a tecnologia blockchain, criada com a invenção do bitcoin.  

Nassim Taleb, fez sua fortuna negociando opções e outros investimentos, ficou famoso pelos livros ‘a lógica do cisne negro’ e ‘antifrágil: coisas que se beneficiam com o caos’. Nassim já foi defensor do bitcoin, mas mudou de ideia e hoje é contra o setor.  

Paul Krugman, ganhou o prêmio Nobel de economia em 2008, já escreveu mais de 20 livros, trabalhou no Conselho de Economistas da Casa Branca no governo Ronal Reagan. Paul também se mostra contra o mercado de criptomoedas.  

Nouriel Roubini, economista especializado em análise financeira, ficou conhecido como ‘Doutor Catástrofe’, por ter opiniões pessimistas e previsões catastróficas no inicio dos anos 2000. Sobre bitcoin, ele também se mostra contra o mercado 

 

Foto Destaque: Veja quem são os  investidores que não acreditam no bitcoin - Reprodução/Money Times

Deixe um comentário