Notícias

Taxa de desemprego é reduzida em 1% no Brasil

Apesar da redução da taxa, 14,1 milhões de brasileiros ainda encontram-se desempregados

3 min de leitura
01 Out 2021 - 09h00 | Atulizado em 01 Out 2021 - 09h00

A taxa de desemprego no Brasil teve redução de 1 ponto percentual, caindo para 13,7%, no trimestre encerrado no mês de julho. No trimestre passado a taxa era de 14,7%. Apesar da leve melhora, este é menor índice de desemprego do ano, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mesmo período do ano passado, o percentual que media o desemprego era de 13,8%, o que mostra estabilidade em comparação com o deste ano.

 Em relação aos desocupados, a redução foi de 4,6% quando comparado ao semestre findado em abril, onde o IBGE calculou cerca de 14,8 milhões de pessoas.

 


Avaliação mensal da taxa de desemprego. (Foto: Reprodução/Economia G1)


 De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), 14,4 milhões de pessoas foram afetadas pelo desemprego, no trimestre encerrado em junho. A taxa de desemprego chegou a 14,1%. Segundo o IBGE, a queda da taxa foi motivada principalmente pelo crescimento de pessoas ocupadas que aumentou em 3,1 milhões, em relação ao primeiro semestre. Dessa forma, o nível de ocupação foi elevado em 1,7% para 89 milhões.

Essa é a primeira vez, desde o trimestre encerrado em abril de 2020, que o nível de ocupação fica acima de 50%, o que indica que mais da metade da população em idade para trabalhar está ocupada no país”, frisa a analista da pesquisa, Adriana Beringuy.

https://lorena.r7.com/post/Especie-que-deu-origem-ao-desenho-Pica-Pau-sera-declarada-oficialmente-extinta

https://lorena.r7.com/post/Ambev-anuncia-aumento-no-preco-da-cerveja-a-partir-desta-sexta-feira

https://lorena.r7.com/post/Suica-se-torna-o-30-pais-no-mundo-a-aprovar-o-casamento-entre-pessoas-do-mesmo-sexo

 No entanto, ainda há 5 milhões de ocupados a menos, no que se refere ao período anterior a pandemia, onde somava-se 94 milhões de pessoas ocupadas. Em julho de 2020, a quantidade de pessoas ocupadas foi ampliada em 8,6%, cerca de 7 milhões a mais de pessoas ativas no mercado de trabalho.

“Esse número é tão destoante porque estamos partindo de uma base de comparação muito baixa, referente ao auge da pandemia, quando houve uma dispensa muito grande de trabalhadores”, concluí a pesquisadora.

 

 

Foto Destaque: Taxa de desemprego é reduzida em 1% no Brasil. Reprodução/Shutterstock

Deixe um comentário