Moda

“Sex and the City”: confira a volta dos looks marcantes na nova versão da série

Na nova versão nomeada 'And just like that', a série ‘Sex and the City’ retorna com o elenco memorável: Carrie, Miranda e Charlotte.

3 min de leitura
11 Dez 2021 - 13h35 | Atualizado em 11 Dez 2021 - 13h35

Os fãs da série Sex and the City podem comemorar! Além da estreia do novo revival que aconteceu na última quinta- feira (09), a obra veio com vários looks maravilhosos. Em um especial intitulado “And just like that” que contém dez episódios, a série traz de volta as personagens mais fashionistas da televisão. 

Com certeza a moda na série tem um papel muito importante e, sem dúvidas, trouxe uma legião de fãs ao longo dos anos. Em uma entrevista produzida exclusivamente à Marie Claire Brasil, os figurinistas responsáveis pelos visuais da nova temporada, Molly Rogers e Danny Santiago, relatam como foi o processo de criar o estilo das personagens e adaptá-lo ao nosso presente.


 


As três amigas estão em uma nova fase, chegaram na faixa etária dos 50. Além do amadurecimento, essa idade também traz outras questões - sem ser os relacionamentos amorosos - para se preocupar. lidam com outras questões. Agora o foco do enredo está no mercado de trabalho e na pressão estética ligada ao envelhecimento. Ademais, é abordado o crescimento dos seus filhos, processos de divórcio e novos objetivos profissionais. Tudo isso, tendo como palco, a cidade que nunca dorme, Nova York.

Eu não diria que temos uma ‘evolução’ dos estilos das personagens; essas mulheres já tinham suas marcas bem definidas na época em que passavam na televisão”, afirma Danny Santiago. "O que fizemos foi trazê-las para os tempos modernos, com novas marcas e designers que são incorporados ao estilo das personagens. Elas estão confortáveis com quem são, só atualizamos", completa.



Ainda sobre a etapa de elaborar o figurino, os estilistas dizem que buscaram ideias em todos os lugares. “Nós fomos a todos os lugares possíveis. Se alguém ligava e dizia que tinha uma fábrica no Bronx que estava fechando, nós íamos lá em um sábado - mesmo que ninguém estivesse nos pagando - e suávamos até achar algo incrível, como uma bolsa encontrada no fundo de uma caixa, com o formato de guarda-chuva, que está na série”, relata Molly Rogers.

https://lorena.r7.com/post/Juliette-usa-no-Premio-Multishow-2021-mesmo-vestido-que-Bruna-Marquezine-desfilou-em-Milao-2018

https://lorena.r7.com/post/Le19M-conheca-o-novo-espaco-da-Chanel

https://lorena.r7.com/post/Premio-Multishow-2021-os-melhores-looks-do-tapete-vermelho-do-evento

Um fato interessante é que o próprio acervo vintage dos profissionais foi usado, sempre fazendo uma harmonia com peças do contexto contemporâneas. No entanto, o estilista Danny Santiago ressalta que a intenção nunca foi seguir uma tendência atual: “Nós não fomos especificamente atrás de algo porque era da coleção de verão 2022. Caso contrário, quando a série fosse ao ar, muitas tendências poderiam ter acabado e as peças teriam sido repetidamente usadas no tapete vermelho e vistas no Instagram.” 

Em relação a nova fase das personagens, os profissionais da moda parafraseiam a fala da antiga responsável pelo projeto e ex-chefe Patricia Field: “a regra é que não há regras”. “Eu nunca atribuí um número, seja de tamanho ou idade, a alguém quando estou comprando e selecionando o figurino. Se essa série ensinou algo é que é possível e necessário reforçar a confiança de uma mulher. Ou seja, se você se sente bem, é apropriado”, afirma Molly Rogers. “A moda comumente se volta muito para a juventude. Não é sempre que conseguimos contar histórias sobre mulheres dessa idade que vivem em uma cidade excitante”, finaliza.

 

Foto destaque: Elenco do especial 'And just like that'. Reprodução/And just like that/Instagram

Deixe um comentário