Money

Quem são os brasileiros que perderam mais de 50 bilhões de reais em Setembro?

Nomes como Eduardo Saverin, Jorge Paulo Lemann e Luiza Helena Trajano perderam bilhões de reais no mês de setembro, com a queda de ações na bolsa de valores.

3 min de leitura
04 Out 2021 - 20h32 | Atulizado em 04 Out 2021 - 20h32

Que as ações na bolsa de valores vivem de altos e baixos não é surpresa, mas nesse mês de Setembro, ela movimentou os patrimônios de cerca de 20 das pessoas mais ricas do Brasil, 16 delas perderam juntas cerca de 50,68 bilhões de reaisMas esse grupo ainda tem o patrimônio avaliado em 639,83 bilhões de reais, segundo a Forbes. 

Em primeiro lugar da lista está Eduardo Saverin, considerado o mais rico entre os brasileiros, e também o que mais perdeu nesse mês. Com uma fortuna avaliada em 18,7 bilhões de dólares no fechamento do dia 30 de Setembro, o patrimônio de Eduardo ficou 2,1 bilhões de dólares menor. 

Com 39 anos, o empresário mora em Singapura, onde trabalha em sua empresa B Capital, de fundos de investimentos multimercados. Contudo, a maior parte de sua fortuna vem do Facebook, que cofundou em 2004 ao lado de Mark Zuckerberg, seu colega na Universidade de Harvard. 


 

Eduardo Saverin, o brasileiro mais rico do mundo (Foto: Reprodução/Getty Images)


Em segundo lugar da lista está o empresário Jorge Paulo Lemann, que também viu seu patrimônio encolher. Com 82 anos, Jorge Paulo é um dos principais acionistas da gigantesca marca de bebidas AmBev. No mês de Setembro, sua fortuna diminuiu 1 bilhão de dólares, assim o deixando com patrimônio avaliado pela Forbes em 15,1 bilhões de dólares. 

Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira, que são sócios de Jorge Paulo em grande parte de seus negócios, incluindo a Ambev, também sofreram redução em suas fortunas, mesmo que menos expressivascada um perdeu cerca de 400 milhões de dólares nesse mêsOs patrimônios deles são estimados atualmente em 11,1 bilhões e 8,3 bilhões de dólares, cada um. 

As perdas desses três empresários estão relacionadas com a queda de 7,75% das ações da AmBev no último mês. A desvalorização aconteceu mesmo com a empresa tendo apresentado bons resultados e lucros, e também pode estar relacionada ao aumento dos custos e à diminuição da margem dos produtos. As ações do Burguer King e das Lojas Americanas, que são outros investimentos dos empresários, também caíram, diminuindo 10,16% e 13,15% neste período. 

 

Marca com composto de canabidiol e voltada para mulheres chama atenção no mercado

A Priscila voltou e agora é embaixadora da Petlove

'A mentalidade do dono é essencial para trabalhar em equipe', diz Anitta


A única mulher da lista, Luiza Helena Trajano, também teve seu patrimônio reduzido no mês de Setembro. As ações da Magazine Luiza, uma das empresas mais valiosas da Bolsa, caíram 18,77% neste períodoSendo acionista majoritária da companhia, Luiza perdeu cerca de 1,1 bilhão de dólares, ficando com fortuna avaliada em 4,3 bilhões de dólares. 

Os parentes da empresária bilionária, como Gisele Trajano e Fernando Trajano, não estão mais no ranking de bilionário em tempo real da revista Forbes. Isso não significa que eles não sejam mais bilionários, mas sim que, quando suas fortunas são convertidas no câmbio atual para valores em dólar, elas não alcançam mais a marca de 1 bilhão de dólares. Mas em reais, os dois se mantêm entre os bilionários brasileiros. No início do mês de Setembro, eles tinham suas fortunas avaliadas em 1,2 bilhão de dólares cada. 

 

Foto Destaque: Eduardo Saverin, Luiza Helena Trajano e Jorge Paulo Lemann. Reprodução/Lorena.R7

Deixe um comentário