Celebridades

Príncipe Harry e Meghan Markle correm risco de processo caso falem o nome de membro da realeza que fez comentário racista

Um advogado explica porque o Príncipe Harry e sua esposa Meghan Markle, não devem revelar a identidade do membro da família real que, segundo contaram na entrevista à Oprah, fez um comentário racista sobre o possível tom de pele de Archie.

3 min de leitura
31 Ago 2021 - 10h51 | Atulizado em 31 Ago 2021 - 10h51

 A entrevista que a duquesa Meghan Markle e Príncipe Harry deram à Oprah deixou no ar o suspense sobre qual integrante da família real teria feito um comentário racista sobre o tom de pele de Archie (2 anos), filho da atriz e do príncipe, pouco antes do nascimento da criança.

Segundo o advogado procurado pelo Daily Mail para entender a opção do casal, Mark Stephens, Markle e Harry deverão continuar sem expor a identidade do autor do comentário pelo risco de serem processados.


Meghan Markle e Príncipe Harry em entrevista à Oprah Winfrey (Foto: Joe Pugliese. Reprodução / Harpo Productions)


A entrevista que levantou a polêmica foi exibida no último mês de março. A atriz revelou fatos sobre sua depressão e seus pensamentos suicidas durante o período em que conviveu com a realeza, e também contou que o marido testemunhou uma “conversa sobre a tonalidade da pele de Archie” antes do nascimento do filho deles. Depois da entrevista, o casal disse que o comentário não partiu da Rainha Elizabeth 2ª e do marido dela, Príncipe Philip (1921-2021).

https://lorena.r7.com/post/Stallone-celebra-25-anos-da-filha-e-posta-homenagem-nas-redes-sociais

https://lorena.r7.com/post/Khloe-Kardashian-desabafa-apos-criticas-Acho-que-vou-comecar-a-surtar-um-pouco-mais

https://lorena.r7.com/post/Kanye-West-afirma-estar-reatando-com-Kim-Kardashian-mas-fontes-negam

O comunicado da realeza, divulgado no dia seguinte, em resposta à acusação acabou minimizando a situação. O texto compartilhado pelos assessores da Família Real diz que “As questões levantadas, particularmente aquelas relacionadas à raça, são preocupantes. Embora algumas memórias possam variar, elas são levadas muito a sério e serão tratadas pela família em particular”. O que acaba colocando em dúvida o relato do casal.

Harry também condenou a família real por não criticarem os dizeres coloniais na cobertura da mídia na época. O advogado consultado pelo diário inglês afirmou: “Essencialmente, o que pode acontecer é, esse indivíduo, caso nomeado, pode processá-los por quebra de privacidade, caso a conversa tenha ocorrido em um contexto privado, com expectativa razoável de privacidade, sem preocupação que a conversa fosse compartilhada com terceiros ou a mídia”.

 

(Foto Destaque: Príncipe Harry, Meghan e Archie. Reprodução / Getty Images)

Deixe um comentário