Money

Petrobras declara que demanda por combustíveis ultrapassa a capacidade de produção

Segundo a empresa, os pedidos de fornecimento de combustíveis aumentaram consideravelmente em relação ao ano de 2019. A Petrobras afirma que a demanda por diesel cresceu 20% e por gasolina, 10%.

3 min de leitura
20 Out 2021 - 14h57 | Atualizado em 20 Out 2021 - 14h57

Com o avanço da vacinação, a economia brasileira voltou a se recuperar, o que acarretou numa maior demanda por combustíveis em todo o país. A Petrobras declarou recentemente que não será capaz de atender a todos os pedidos de fornecimento das distribuidoras, tendo em vista que estes superam a capacidade de produção. A declaração da estatal acendeu um alerta de atenção nos postos, que temem um desabastecimento do país. 

Em comunicado oficial, a empresa revelou que recebeu pedidos de fornecimento de combustíveis muito acima do que geralmente recebem, uma demanda que ultrapassa os meses anteriores e, também, o seu próprio potencial de produção. Segundo a Petrobras, somente com muita antecedência seria possível realizar um planejamento para atendê-los.


País pode sofrer risco de falta de abastecimento devido à alta demanda (Foto: Sergio Souza/Pexels)


Ainda de acordo com a estatal, a demanda dos distribuidores por diesel e gasolina para o mês de novembro, em comparação com o ano de 2019, apresentou uma alta de 20% e 10%, respectivamente, representando mais de 100% do mercado brasileiro. Para a Associação das Distribuidoras de Combustíveis (Brasilcom), a situação causa extrema preocupação, uma vez que boa parte das companhias que pertencem ao setor estão com baixas nos estoques.

Na semana passada, a Brasilcom já havia relatado que a empresa petroleira avisara a alguns associados que ocorreriam cortes unilaterais nos pedidos de fornecimento de óleo diesel e gasolina feitos para novembro. “Brasil em situação de potencial desabastecimento, haja vista a impossibilidade de compensar essas reduções de fornecimento por meio de contratos de importação", disse em nota. 


Nubank tem seu primeiro lucro semestral registrado

Pesquisa revela que diferença entre preços de produtos atinge 196% devido à inflação

PIB da China apresenta um crescimento menor que o esperado no último trimestre


Apesar de tudo, a Petrobras alegou que o atendimento às distribuidoras continua sendo realizado de acordo com os termos, prazos vigentes e sua respectiva capacidade. A empresa afirma que está maximizando todo o seu processo de produção e entrega, utilizando suas refinarias de maneira elevada. Ademais, a petroleira ressaltou, em nota, que o mercado brasileiro de diesel fpo abastecido, nos últimos anos, não só por sua própria produção, mas também por importações do mercado externo feitas tanto por distribuidoras e terceiros, quanto por ela mesma. 

Foto destaque: Carro abastecendo. Marcello Casal jr/Agência Brasil

Deixe um comentário