Notícias

Pesquisas Google: Mortes mais pesquisadas 2022

Informações do banco de dados da empresa, contendo os temas mais pesquisados no ano em questão, foram divulgadas em pesquisa anual

3 min de leitura
26 Dez 2022 - 15h30 | Atualizado em 26 Dez 2022 - 15h30

O serviço de busca multinacional divulgou, através do Google Trends, os assuntos mais procurados no decorrer deste ano; E a morte de personalidades famosas foi alvo de diversos clicks.


Pesquisa da empresa Google. Mortes mais pesquisadas no brasil em 2022. (Foto: Reprodução/GoogleTrends)


Quem nunca ouviu, ou falou para alguém, aquela famosa frase “Dá um Google aí”, naquele momento de curiosidade, de busca de informações sobre um assunto que está em alta nas redes sociais, nas conversas do dia-a-dia e em grupos de Whatsapp.

É através desse desejo de saber, entender e compreender que a maior empresa de buscas do mundo divulgou o que esteve em alta no roll brasileiro de pesquisas de 2022. Foram diversas as vertentes de busca, como “personalidades”, “acontecimentos”, “como dançar (coreografia), “como fazer”, “podcasts”, “músicas”, “mortes”, entre outros.


Pesquisa Google Trends Assuntos mais pesquisados pelos brasileiros no ano de 2022. (Foto: Reprodução/Google trends)


Este ano, o Brasil perdeu diversos ícones da música brasileira.

Paulinha Abelha, vocalista da banda Calcinha Preta, aparece em primeiro lugar nas buscas. A cantora morreu aos 43 anos após dar entrada, dia 11 de fevereiro, no hospital em Aracaju, por problemas renais. Paulinha faleceu dia 23 do mesmo mês.

Em quarto aparece a cantora, compositora e multi-instrumentalista Gal Costa, considerada por muitos como “a maior cantora do país”, morreu aos 77 anos, dia 09 de novembro, em decorrência de um infarto.

Erasmo Carlos, pioneiro do rock brasileiro, aparece em quinto no roll de pesquisas divulgado pela empresa Google. O cantor morreu algumas semanas depois de Gal, no dia 22 de novembro, com 81 anos. Erasmo teve um quadro de paniculite agravado por sepse de origem cutânea. A paniculite é a inflamação da camada de gordura que fica abaixo da pele e, no caso dele, agravada por uma infecção generalizada.

Elza Soares, consagrada “a voz do milênio” pela BBC, ficou em nono lugar no ranking de buscas. A cantora morreu aos 91 anos e, dois dias antes de sua morte Elza gravou um DVD no Teatro Municipal de São Paulo. A última música que cantou foi “A Mulher do Fim do Mundo”. Elza morreu de causa naturais no dia 20 de janeiro.

Em décimo lugar está a cantora gospel e pastora, Ludmila Ferber, que faleceu aos 56 anos no dia 26 de janeiro. Ferber estava em tratamento contra um câncer de pulmão desde 2018.

Além destas personalidades musicais, outras mortes também marcaram a vida dos brasileiros, como a perda do humorista, ator, escritor e apresentador de televisão, Jô Soares, que morreu aos 84 anos. Jô criou personagens como Reizinho, Capitão Gay e Zé da Galera e se despediu de todos no dia 05 de agosto.

Cláudia Jimenez também faleceu em agosto, aos 63 anos. Cláudia ficou conhecida por seus papéis cômicos na TV, como Dona Cacilda da “Escolinha do Professor Raimundo” e Edileuza de “Sai debaixo”.

Olavo de Carvalho, escritor e influenciador brasileiro morreu internado em um hospital nos Estados Unidos, aos 74 anos, no dia 24 de janeiro.

O ator Guilherme de Pádua, responsável pelo assassinato da atriz Daniella Perez, também está no levantamento da empresa Google como uma das mortes mais pesquisadas. Ele aparece em sexto lugar. Guilherme faleceu dia 06 de novembro, vítima de infarto.


 


Rainha Elizabeth II.

A morte da monarca aparece em segundo lugar no roll de pesquisas. Adorada por todos, Elizabeth II morreu de causas naturais aos 96 anos, no dia 08 de setembro, no Castelo de Balmoral, na Escócia, onde passava férias.

Além da monarca, outras mortes internacionais marcaram o ano. Taylor Hawkins, baterista da banda Foo Fighters, morreu em março, aos 50 anos. Keith Levene, guitarrista fundador do The Clash e Alan White, baterista da banda britânica de rock progressivo Yes, também morreram, ambos com 65 e 72 anos respectivamente.

Jerry Lee Lewis, pioneiro do rock ao lado de Elvis Presley, Chuck Berry, Fats Domino, Little Richard, Carl Perkins e Gene Vincent, morreu aos 87 anos, em outubro. Sidney Poitier, primeiro negro a ganhar um Oscar de melhor ator, morreu em janeiro, aos 94 anos.

Robbie Coltrane, o eterno Rúbeo Hagrid da saga Harry Potter, morreu aos 72 anos dia 14 de outubro, em decorrência de uma falência múltipla de órgãos. Ao final da saga de Harry Potter, Robbie disse:

“Acho que é o fim de uma era, foram dez anos da minha vida, meu filhos cresceram durante esse período. O legado dos filmes, creio eu, é que a geração dos meus filhos vai mostrar aos filhos deles. Então podem estar assistindo daqui a 50 anos, facilmente. Infelizmente não estarei aqui, mas Hagrid estará. Sim.”


Robbie Coltrane em entrevista após término de gravações da Saga Harry Potter. (Vídeo: Reprodução/YouTube)


Outras personalidades, internacionais e nacionais, também nos deixaram esse ano. Deixaram uma marca. Marca que jamais será esquecida e que, assim como disse Coltrane, pode ser lida, assistida, escutada e estudada daqui a 50 anos. É uma marca imortalizada e que nunca irá envelhecer. 

 

Foto destaque: Morte de personalidades nacionais e internacionais em 2022. Reprodução/O Globo

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo