Bem Estar

Pediatras defendem vacinação de crianças contra a Covid

Outros países já iniciaram campanhas de vacinação contra a Covid para o público infantil. Diversos especialistas e entidades alertam para a importância da vacinação das crianças.

3 min de leitura
06 Nov 2021 - 21h00 | Atualizado em 06 Nov 2021 - 21h00

A partir de diversos estudos e da experiência com o processo de vacinação das crianças de 5 a 11 anos contra Covid nos EUA, os pediatras estão recomendando que a campanha ocorra no Brasil também. Milhões já foram vacinadas com segurança no mundo e os efeitos colaterais são semelhantes aos que ocorrem nos adultos: vermelhidão e inchaço no lugar da aplicação, febre e dores musculares e de cabeça.

A vacina aplicada nas crianças nos Estados Unidos foi a Pfizer/BioNTech e ocorreu após o fim de um estudo que mostrou eficácia de 90% na fórmula. O Centro de Controle de Doenças (CDC) recomendou o uso dessa vacina após aprovação da agência reguladora sanitária americana FDA. Os estudos feitos em diversos países mostraram que o risco de uma criança ser infectada pelo vírus é maior do que o de ela ter efeitos colaterais significantes. De acordo com a Pfizer, será feito um pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que haja essa ampliação de público alvo da vacinação no Brasil. 


Criança usando máscara contra a Covid. (Foto: Reprodução/Instituto PENSI)


Essa vacinação já iniciou em outros países da América Latina, como o Chile e a Argentina. Sua importância tem diversas razões; além de contribuírem na circulação dos vírus, as crianças vítimas da Covid aparecem em um número duas vezes maior do que o de todas as doenças preveníveis, como o sarampo e a meningite. Além disso, para cada 100 casos de Covid na população brasileira, havia três crianças internadas.


Criança realizando teste para verificar se tem a doença. (Foto: Reprodução/Drauzio Varella)


Espera-se que a vacinação infantil contra Covid chegue no Brasil até o final do ano. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, ela é eficaz e segura.

 

Foto Destaque: criança usando máscara. Reprodução/d3sign/Getty Images

Deixe um comentário