Notícias

Oito estados continuam com problemas de transparência nos dados da Covid-19, após ataque hacker

Federações que não conseguem atualizar os dados da doença apontam para instabilidade e problemas na plataforma do SUS, mesmo com o restabelecimento da atividade na terça-feira (21)

3 min de leitura
23 Dez 2021 - 12h43 | Atualizado em 23 Dez 2021 - 12h43

Nesta quarta-feira (22), houve a divulgação dos dados acerca da covid-19 no Brasil pelo Ministério da Saúde, com base nas informações das secretarias estaduais de Saúde. Casos confirmados com a doença alcançam a marca de 22.222.928 pessoas positivadas e 618.091 de vidas perdidas. 

O balanço não conta com as informações da doença nos Estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Goiás, Roraima, Paraíba, São Paulo, Rio de Janeiro e Tocantins, pois não conseguiram atualizar os dados por conta do reflexo do ataque hacker ao sistema do Ministério da Saúde, no aplicativo e na página do Sistema Único de Saúde (SUS),  no dia 10 de dezembro.


No Brasil, casos confirmados com a doença alcançam a marca de 22 milhões de pessoas positivadas e 618.091 de vidas perdidas. (Foto: Reprodução/ Getty Images)


O Ministério avisou que “já está sendo providenciado a liberação das credenciais aos referidos Estados” e em nota ao Poder360 informou que “o Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), o sistema de registro e-SUS Notifica e o Sistema de Regulação (Sisreg) foram restabelecidos desde terça-feira (21). Os gestores locais poderão voltar a inserir as notificações por meio das plataformas assim que as credenciais forem liberadas, conforme informado anteriormente”.

Ontem, os dados divulgados registraram 143 vítimas pela Covid-19 e 3.451 testes positivos para o vírus. A média móvel dos números de óbitos da última semana é de 117 e a média de casos alcança 3.101. As federações atualizadas com dados de casos e óbitos pelo vírus apontam para um cenário de queda nos registros de mortes, sendo sete vivem um momento de estabilidade e apenas três estados apresentam aumento na média móvel de mortes.

https://lorena.r7.com/post/OMS-aprova-vacina-da-Novavax-contra-a-covid-19

https://lorena.r7.com/post/Covid-19-podera-se-tornar-uma-gripe

https://lorena.r7.com/post/Saiba-como-diferenciar-Influenza-e-Covid-19 


Os estados que não conseguem atualizar os dados da Covid-19 informaram que a plataforma do SUS continua com problemas. Confira o que disseram ao Poder360:

Bahia - “Com os sistemas e banco de dados do Ministério da Saúde fora do ar há 12 dias, o boletim epidemiológico tem sido divulgado apenas de forma adaptada. Os dados diários ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas”; 

Tocantins – “A SES-TO (Secretaria de Estado da Saúde) esclarece que os dados utilizados na confecção do boletim estadual só serão computados e divulgados após o restabelecimento dos sistemas do Ministério da Saúde (MS), ainda sem previsão. Enfatizamos que, a SES-TO continua sem acesso aos sistemas e-SUS Notifica (Informações de COVID), SI-PNI (Informações de Vacina) e Conecte-SUS (Emissão de Certificado de Vacinação)”;

Goiás – “Em razão do ataque de hackers, alguns sistemas do MS ainda estão fora do ar. De acordo com o órgão federal, a plataforma que permite o registro de novos casos voltou a funcionar ontem (21.dez), permitindo que os municípios notifiquem as informações. Entretanto, a ferramenta que possibilita o acesso do Estado a tais números ainda segue indisponível. A SES-GO aguarda orientações do MS para normalizar a atualização dos dados, em especial, sobre óbitos e números da vacinação”;

São Paulo – “Não houve atualização das informações de casos e óbitos entre os dias 11.dez e 21.dez em virtude de problemas no sistema federal de notificação de dados da covid”; 

Rio de Janeiro – “A Secretaria de Estado de Saúde informa que o painel da covid-19 não foi atualizado devido à instabilidade nos sistemas de informações do Ministério da Saúde, que são as fontes de dados sobre casos e óbitos provocados pela doença. Embora os dados não tenham sido atualizados, a SES acompanha um conjunto de indicadores precoces, como atendimento em UPAS, solicitações de leito para Covid-19 e o número de pessoas na fila de espera, que não dependem das plataformas do MS. O cenário epidemiológico do Estado do Rio de Janeiro segue estável”;

Paraíba – “A Secretaria de Estado da Saúde informa que, devido à instabilidade nos sistemas e-SUS Notifica, Sivep Gripe e SI-PNI, não será possível a divulgação de dados de casos, óbitos e vacinação. Somente a divulgação dos números atualizados referentes à ocupação dos leitos”.

Ataque hacker

O site do Ministério da Saúde, o aplicativo e a página do Sistema Único de Saúde (SUS) sofreram um ataque hacker há 13 dias atrás. Ao acessar os portais, os cidadãos viam uma mensagem assinada por um grupo LAPsus$ que comunicava “os dados internos dos sistemas foram copiados e excluídos” e orientava contato para resgatá-los.

Foto destaque: UTI. Reprodução/Fabio Texeira/ Anadolu Agency/ Getty Images

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo