Nicolas Cage deixa o elenco de série sobre Joe Exotic e projeto pode não acontecer

Publicado 16 de Jul de 2021 às 17:00

A série-documentário Máfia dos Tigres (Tiger King) fez muito sucesso nos Estados Unidos e no Brasil no início do período de pandemia, tanto que a Amazon estava planejando uma série baseada na história do criador de grandes felinos Joe Exotic. Porém, com o tempo, parece que o timing para a produção foi perdido.

A produção da Amazon com a CBS se basearia no artigo Joe Exotic: A Dark Journey Into the World of a Man Gone Wild (Joe Exotic: Uma Jornada Sombria pelo Mundo de um Homem Selvagem, em tradução livre), de Leif Reigstad, e contaria a história de como Joe Schreibvogel se tornou o Joe Exotic, criador de grandes felinos que chegou a entrar para a política antes de ser preso por maus tratos aos animais e por encomendar um assassinato.


'Entrevista com o Vampiro' virará série após 27 anos de estreia

Lista da Lorena: 5 dicas de de filmes para o Dia do Rock

Emmy Awards 2021: Conheça os indicados às principais categorias


O ator Nicolas Cage estava no projeto, onde interpretaria Joe, mas em entrevista para a Variety ele deu a entender que não faz mais parte da produção, que pode não acontecer mais.

"Li dois roteiros que achei excelentes, mas acho que a Amazon sentiu que o material havia se tornado passado, porque demorou muito para ser juntado. Eles sentiram em um ponto que tinham uma grande oportunidade nas mãos, mas desde então essa época passou e [o tema] não é mais relevante", disse Cage na entrevista. As fontes da Variety confirmaram que o projeto pode ser vendido para outro streaming.


Joe Exotic e um dos tigres de seu zoológico (Reprodução/Twitter)


Máfia dos Tigres foi lançada na Netflix em março de 2020 e alcançou a marca de 34,3 milhões de espectadores em seus primeiros 10 dias. O documentário conta a história de Joe Exotic e seu zoológico para grandes felinos, abordando sua vida pessoal, polêmicas, briga com outra criadora de felinos e entrada na política até sua prisão. Porém, pelo que Cage mencionou, talvez o sucesso do lançamento tenha mais a ver com o isolamento forçado pela pandemia do que com a qualidade da produção, que teria perdido a relevância para o público com o tempo.

 

(Foto de destaque: Nicolas Cage. Reprodução/Twitter)

Deixe um comentário