Música

Miley Cyrus dá adeus definitivamente à Hannah Montana

A pop star Miley Cyrus dá adeus definitivamente ao seu personagem Hannah Montana em um ensaio ousadíssimo apagando de vez a imagem da menina doce e ingênua do começo de carreira.

3 min de leitura
24 Out 2021 - 15h30 | Atulizado em 24 Out 2021 - 15h30

Definitivamente Miley Cyrus pôs uma pá de cal na imagem da ingênua e sonhadora Hannah Montana. Aos 28 anos, em um ensaio pra lá de ousado para a revista Interview, a cantora foi destaque sendo capa da publicação além de participar de um bate papo com o lendário baterista da banda Metallica, Lars Ulrich. Em diferentes poses e vestindo vários looks da marca Gucci, Cyrus foi clicada pela fotógrafa Brianna Capozzi em um belo cenário campestre onde a estrela fez dele seu palco.

Para incrementar mais ainda a publicação, Miley se deixou entrevistar por Lars Ulrich, grande parceiro musical com quem há pouco fez uma parceria cantando um dos maiores singles da banda Metallica, “Nothing Else Matters” para o álbum comemorativo de 30 anos da banda, o “Black Album”. O baterista que estava em São Francisco fez a entrevista super informal a através de um telefonema, algo mais parecido a um bate papo de amigos em um bar.


Série de fotos mais comportadas do ensaio de Miley Cyrus (Foto: Reprodução/Brianna Capozzi/Revista Interview)


Em uma das perguntas, Lars perguntou como a cantora se sentiu quando voltou aos palcos após um longo período longe devido a pandemia e ela foi enfática: “Estranhamente, essa paz tomou conta de mim. Depois do caos do ano passado, foi quase como, ‘É isso? É isso que vou sentir?’”

Ulrich bem lembrou que a pop star havia cantado essa canção em 2019, em uma apresentação no Glastonbury e teve a curiosidade de saber o porque de ter escolhido esta faixa para executar no festival, sempre muito sagaz, Cyrus responde: “Eu tenho dois cadernos que levo para todo lugar que vou. Um deles está cheio com os meus princípios morais, meus valores, meu propósito, meu potencial, minhas capacidades e meus compromissos - com os outros e comigo mesma. Estou constantemente escrevendo coisas lá. Recentemente, escrevi algo muito sábio que ouvi, que está relacionado à sua pergunta, dispara.


 Ousada, Cyrus mostra seu lado mais selvagem e sensual (Foto: Reprodução/Brianna Capozzi/Revista Interview)


Complementando sua resposta, a artista continua: “Era sobre como as letras são um dos aspectos mais ressonantes de uma música e por que o público se conecta com a música. Tem a ver com as palavras, e desafiar isso é dizer que não há diferença entre um raio e um vaga-lume. Mas há uma grande diferença. Quando penso sobre o sentimento por trás de 'Nothing Else Matters', ela se alinha completamente com minha moral e meus valores. Quando ouvi 'Nothing Else Matters', e soube que estava confirmada para o Glastonbury - na verdade, fico arrepiada ao falar sobre isso - foi a única música que eu pude me imaginar tocando, discorre.

“Para você ouvir meu cover de “Nothing Else Matters” com a mente aberta é um exemplo disso - você não julga quem eu fui, o que fiz ou como as pessoas me veem. Então, permitir que eu fizesse um cover de “Nothing Else Matters” no álbum é como se vocês validassem minha relação com essa música. Parece que foi escrito para mim e foi algo que fui capaz de fazer meu. E agora, meus fãs têm essa conexão com isso também. Foi o que aconteceu quando fiz o cover de “Jolene” também. Essa é outra música perfeita”, revela.

A respeito de sua potente voz, Miley reflete: “Minha voz é como eu me represento. É como eu me expresso. Já trabalhei com tantas pessoas que me dizem: “Vamos ter que trazer um cantor para atingir essas partes altas”. Você sabe, “falsete” é um termo latino para quando um menino passa pela puberdade, mas eles ainda querem que ele cante no coro. Significa ‘falso’”.

 

https://lorena.r7.com/post/Miley-Cyrus-usa-calcinha-de-US-11-mil-em-ensaio-para-revista

https://lorena.r7.com/post/Iria-morrer-se-nao-tivesse-um-parceiro-reflete-Miley-Cyrus-apos-divorcio

https://lorena.r7.com/post/De-acordo-com-a-Forbes-Miley-Cyrus-e-estrela-do-rock-de-alto-nivel


Continuando, a artista mostra-se incomodada com a forma de como as pessoas querem que ela seja. “Eu não tenho uma voz falsa. Você me conhece pessoalmente, nós saímos em festas. Eu sou quem eu sou. Eu digo o que quero dizer no momento, mesmo que isso mude amanhã. Fiquei honrada pelo fato de não ter que cantar essa música da maneira que as mulheres “deveriam” cantar. Você pode ouvir isso no final da música, quando eu tiro as luvas e começo a voar. Essa parte da música realmente agarra as pessoas. É aquele registro mais baixo da minha voz. Então, estou grata por ter uma música onde posso me inclinar para isso”, desabafa.

Um fato curioso que a estrela conta é o fato de sua banda estar com ela na estrada desde seus 12 anos e que os considera como da família e que já passaram por muitas coisas juntos. Enfim, o telefonema se encerra e a entrevista também.

 

Foto Destaque: Miley Cyrus. Reprodução/Brianna Capozzi/Revista Interview

Deixe um comentário