Cinema/TV

‘Maligno' pode fracassar nas bilheterias norte-americanas

Novo filme de James Wan pode dar prejuízo para a Warner nos EUA. Maligno abriu abaixo das expectativas com 2 milhões, mas garante lançamento em streaming na China.

3 min de leitura
11 Set 2021 - 20h06 | Atulizado em 11 Set 2021 - 20h06
Foi reportado pelo Deadline que o filme “Maligno” da Warner Bros pode ter uma abertura abaixo das expectativas em seu primeiro final de semana em cartaz nos cinemas norte-americanos. Dirigido por James Wan (Invocação do Mal), o longa-metragem abriu com apenas US$ 2 milhões na sexta-feira (10), o que indicaria uma arrecadação de apenas US$ 5.5 milhões até domingo. O valor é decepcionante para uma produção cujo orçamento é estimado em US$ 40 milhões, fora possíveis gastos com marketing.
 
https://lorena.r7.com/post/Homem-Aranha-no-Aranhaverso-2-Roteirista-comenta-processo-criativo-na-producao-da-sequencia
https://lorena.r7.com/post/Eternos-e-outras-producoes-da-Disney-serao-lancadas-exclusivamente-nos-cinemas
https://lorena.r7.com/post/Disney-anuncia-datas-de-lancamento-de-quatro-novos-filmes-para-2024
 
Ainda assim, o filme está previsto para estrear em segundo lugar no ranking das maiores bilheterias do final de semana, perdendo apenas para “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” com previsão de arrecadar US$ 31.8 milhões em sua segunda semana de exibição. O site aponta que um possível motivo para a baixa arrecadação de “Maligno” é a disponibilidade da produção na HBO Max. Outra razão seria a baixa receptividade do público, em sites especializados como o Rotten Tomatoes e CinemaScore, a obra recebeu uma enxurrada de opiniões negativas, ainda que tenha sido elogiada pelos veículos de imprensa. O consenso da crítica especializada no site Rotten Tomatoes afirma: “Maligno não é particularmente assustador, o retorno do diretor James Wan ao terror contém muitas emoções sangrentas - e uma reviravolta memoravelmente maluca”.

Annabelle Wallis em Maligno. (Foto: Reprodução/Warner/HBO Max)

Ainda que fracasse nos EUA, o filme conseguiu um feito histórico de ser a primeira produção de terror com classificação restrita a conseguir um lançamento na China. Segundo um relatório do The Hollywood Reporter, a Warner conseguiu um acordo para distribuir o longa-metragem em seis importantes plataformas de streaming do país, aumentando o alcance da obra em escala mundial. Anteriormente, apenas filmes de terror com classificações para menores de 12 anos conseguiram passar pela censura de conteúdo do Partido Comunista da China (PCC), é o caso de “Um Lugar Silencioso-Parte II” que arrecadou US$ 39 milhões no país asiático.
 
“Maligno” é baseado numa ideia original de James Wan e Ingrid Bisu (A Freira), a versão final do roteiro foi escrita por Akela Cooper (American Horror Story). Na trama, Madison (Annabelle Wallis) fica paralisada por visões de assassinatos terríveis, mas quando descobre que se tratam de crimes reais, inicia uma investigação sobre seu passado para entender sua relação com as mortes. O filme já está disponível nos cinemas brasileiros e tem previsão de chegar ao catálogo da HBO Max Brasil em outubro.
 
(Foto Destaque: Cena de Maligno. Reprodução/Warner/HBO Max)

Deixe um comentário