Celebridades

Juliano Cazarré se pronuncia após rumores de que não iria se vacinar contra a Covid-19

Juliano Cazarré responde sobre rumores de não ter se vacinado contra a covid-19 e revela motivo. O ator está cotado para o remake da novela Pantanal, da Globo.

3 min de leitura
28 Jul 2021 - 19h30 | Atulizado em 28 Jul 2021 - 19h30

O ator Juliano Cazarré se pronunciou na manhã desta quarta-feira (28), sobre rumores de que teria recusado tomar a vacina contra a covid-19. Através dos stories no Instagram, Juliano confirmou a informação e destacou o motivo para optar não se vacinar.


De acordo com o ator, ele já teria adquirido imunidade no ano passado: “Sobre a situação da vacina, pois eu adquiri imunidade ano passado e já li textos falando que a vacina nesses casos pouco adianta e que uma nova carga viral pode ser prejudicial.”, escreveu na rede social. 


 


Juliano fez postagem após rumores sobre decisão de não se vacinar. Foto: Reprodução / Instagram

 



Juliano está cotado para o remake de Pantanal na Globo e disse também que entrou em contato com a produção da novela para esclarecer que se fosse uma condição da emissora, ele tomaria a vacina. Ele contou também que conversou com um médico de sua confiança e que recebeu mais informações sobre a vacina. 

“Ao longo do final de semana conversei com um médico em quem confio, que me explicou mais sobre a vacina, tirou dúvidas sobre o processo como são feitas e eu já tinha me decidido a tomar, assumindo os mesmos riscos que todos os outros vacinados. No posto me informaram que passe lá na quinta feira (amanhã de tarde). É o que farei.”, completou.  

 


 

Leia mais: https://lorena.r7.com/post/Butter-do-BTS-retorna-ao-topo-da-parada-musical-da-Billboard-Hot-100

Leia mais: https://lorena.r7.com/post/Rege-Jean-Page-de-Bridgerton-estreia-em-Hollywood-em-remake-de-O-Santo

Leia mais: https://lorena.r7.com/post/Pyong-Lee-e-Antonela-se-aproximam-em-Ilha-Record


De acordo com Jennifer Grier, professora clínica assistente de Imunologia da Universidade da Carolina da Sul, nos Estados Unidos: “Uma pessoa pode desenvolver imunidade — a capacidade de resistir à infecção — por ser infectada por um vírus ou por receber uma vacina. No entanto, a proteção imunológica nem sempre é igual. A força da resposta imune, a duração da proteção e a variação da resposta imune entre as pessoas são muito diferentes entre a imunidade à vacina e a imunidade natural pelo Sars-CoV-2. As vacinas contra Covid-19 oferecem imunidade mais segura e confiável do que a infecção natural.” O artigo completo foi publicado no The Conversation e traduzido pela revista Galileu.


(Foto destaque: Juliano Cazarré. Reprodução / Instagram)

Deixe um comentário