João Acaiabe morre aos 76 anos vítima da Covid-19

Publicado 01 de Apr de 2021 às 21:10

João Acaiabe morreu nesta quarta-feira (31) em decorrência de complicações da Covid-19. O ator testou positivo para a doença no dia 15 de março, foi internado num hospital em São Paulo e dias depois precisou ser intubado. Na noite de quarta-feira ele sofreu duas paradas cardíacas e não resistiu.

João, muito conhecido por interpretar o Tio Barnabé na versão de 2001 de ‘Sítio do Picapau Amarelo’, atuou em diversas produções voltadas para o público infantil. O ator é lembrado por seu trabalho na última versão de ‘Chiquititas’, em que deu vida ao cozinheiro Chico entre 2013 e 2015 e por sua participação do remake de ‘Uma Rosa Com Amor’, de 2010, em que contracenou com o elenco mirim da novela. Essa afinidade com o entretenimento infantil teve início na década de 1970, quando fez parte do elenco de ‘Bambalão’, programa educativo exibido pela TV Cultura entre 1978 e 1983.


tio barnabé

Isabelle Drummond, Aramis Trindade e João Acaiabe em 'Sítio do Picapau Amarelo'. (Foto: Divulgação/ Globo)


Tanto a vida quanto a carreira do ator foram marcadas pela constante luta contra o racismo. João Acaiabe se formou pela Escola de Artes Dramáticas da USP e já se envolvia em movimentos contra o racismo e a estereotipação de personagens negros na TV e no teatro. O ator lutou por equiparação salarial, por visibilidade para os atores negros e por papéis dignos. Na década de 1960, João decidiu não aceitar papéis inferiores ao seu talento e também participou do Teatro Experimental do Negro.

Orlando Morais recebe alta após lutar 15 dias contra Covid-19

Pai de Yudi, Nelson Tamashiro morre após complicações da Covid-19

Exclusivo: Após anúncio de nova gravidez, Thaeme tranquiliza fãs: ''A gestação está indo muito bem''

Na televisão, o último trabalho do ator foi na novela ‘Segundo Sol’, da Globo, em que viveu o pai-de-santo Didico, em 2018. Já no cinema, João dublou Rafiki no live action de ‘O Rei Leão’, de 2019 e atuou em ‘M8: Quando a Morte Socorre a Vida’, de 2020.

 

(Foto Destaque: João Acaiabe. Reprodução/ Instagram)

Deixe um comentário