Música

J Balvin causa polêmica ao receber prêmio de ‘Artista Afro-Latino do Ano’

O nome de J Balvin virou polêmica pelo artista ter recebido o prêmio de 'Artista Afro-Latino do Ano' pela premiação African Entertainment Awards USA.

3 min de leitura
27 Dez 2021 - 23h24 | Atualizado em 27 Dez 2021 - 23h24

Durante a última semana, foram revelados os vencedores do prêmio “African Entertainment Awards USA”, que tem, como principal objetivo, premiar personalidades africanas ou descentes de africanos, que fizeram a diferença no cenário musical no ano vigente. Logo, quase automaticamente, subentende-se que a premiação é direcionada para artistas pretos, porém, o colombiano J Balvin foi o vencedor da categoria “Artista Afro-Latino do Ano”.

Com a divulgação do recebimento da categoria, os internautas mostraram revolta e estranheza, pela falta de ligação do artista com os cidadãos negros. “J Balvin, um latino branco, não deveria ter aceitado este prêmio em vez de artistas afro-latinos reais”, disse um deles. “J Balvin NÃO é um AFRO latino. Ele é um colombiano branco… ponto final“, comentou outro.

Sobre a polêmica envolvendo seu nome, o artista publicou em seu story do Instagram: “Não sou afro latino, mas obrigado por me dar um lugar na contribuição da música afrobeat e seu movimento”.



A AEAUSA se descreve da seguinte maneira em seu site: “Usamos o entretenimento como uma plataforma para mostrar uma África que é unida, autossuficiente e disposta, e capaz de evocar a mudança social que mais importa nas comunidades de africanos em todo o mundo.”

Além de Balvin, a brasileira IZA, Japanese, Dubosky, Italian Somali, David L, Nacho, Sami Boy, Bad Bunny e The Ganez concorriam à categoria.

A assessoria da premiação emitiu um comunicado acerca do assunto, decidindo que, afinal, a categoria deveria ser apenas “Artista Latino do Ano”. “Depois de ouvir a preocupação do nosso público, decidimos manter o propósito do prêmio, mas mudamos o nome para Melhor Artista Latino do ano.

A categoria Melhor Artista Latino é para qualquer artista radicado na América Latina que esteja contribuindo para a cultura africana, especialmente o som Afro-beats globalmente. Não se baseia na raça, mas, mais importante, em impulsionar a cultura africana no cenário mundial. Este é o primeiro ano que introduzimos esta categoria para incluir nossos irmãos e irmãs latinos que abraçaram a música afrobeat em suas plataformas. O vencedor desta categoria demonstrou isso e é merecedor deste prémio com base nos votos dos fãs.

Madonna acusa Tory Lanez de plagiar sua música ‘Into The Groove’

Ed Sheeran quebra recorde histórico com o single 'Shape Of You'

Britney Spears está trabalhando em novas músicas


Lembre-se de que os indicados nesta categoria não tiveram voz ativa em sua indicação ou influência no programa de premiação. Em vez de expressar insatisfação, vamos encorajar esses artistas a continuarem a fazer a ponte entre a África e a América Latina. Solicitamos seu apoio, assistência e orientação contínuos no processo de nomeação para 2022. Agradecemos sua compreensão e esperamos um diálogo aberto. Pedimos desculpas às pessoas que se ofenderam com esta categoria”, diz o posicionamento oficial da AEAUSA.

Foto destaque: J Balvin. Reprodução/Twitter

 

 

Deixe um comentário