Folia de suspense na Netflix: de Cena do Crime à Ponto Vermelho

Publicado 16 de Feb de 2021 às 21:20

Há os que gostem dos bloquinhos de carnaval, em casa mesmo. E há aqueles que preferem um mistério, um suspense e até mesmo um terror para relaxar no feriadão.  Se você é do time número 2, vale a pena conferir esse breve compilado das novidades da Netflix e o que você pode esperar delas.

Para Todos os Garotos 3 encerra trilogia com personagens mais maduros

“Framing Britney Spears”: novo documentário da cantora é polêmico e angustiante

Vin Diesel continua encarando nas fotos de Velozes e Furiosos 9

 

Cena do Crime: Mistério e Morte no Hotel Cecil

Saiba que o intuito não é spoiler, mas é preciso lembrar que a história de Elisa Lam é verdadeira e aconteceu nos Estados Unidos, especificamente em Los Angeles, onde fica o hotel que dá o nome a série.

Se você curte mistérios assombrados ou estranhos, pode investir seu tempo no seriado. Com capítulos de quase uma hora, o público é levado no formato documental ao hotel mais esquisito da Califórnia. Diversas mortes ocorreram no local, seja por overdose, quedas, assaltos e assassinatos. Sem contar, que sua localização é na Skid Row, um dos lugares mais perigosos no centro de Los Angeles.


hotel cecilHotel Cecil em Los Angeles. (Foto: Reprodução/Netflix)


No entanto, após uma mudança estratégica do marketing, o local se dividiu em duas categorias de hospedagem. Uma nova roupagem, um novo estilo vendido para jovens viajantes, como Elisa Lam. A jovem canadense, se hospeda no hotel para um período de quatro dias. Porém, no dia de seu check out, Elisa é dada como desaparecida e é aí que o mistério começa.

O seriado traz diversas pessoas presentes na época do desaparecimento, desde policiais envolvidos no caso a funcionários do próprio hotel. Até mesmo, hóspedes que estiveram na mesma semana que Elisa. Não bastasse todo o problema do sumiço dela, é trazido vários pontos passíveis de investigação, porque Elisa agia estranhamente em determinado vídeo no elevador – em sua última aparição. Ela estava bêbada? Drogada? Ou pior, possuída?

A estranheza é colocada como ponto chave do seriado, coincidências demais, silêncio demais. Elisa é encontrada morta após duas semanas na caixa d’água do hotel. A pergunta é: como ela foi parar lá? Dúvidas levantadas, desconfiança instaurada. Teve acobertamento? O documentário tem apenas quatro episódios, e se você não conhece a história e ficou curioso, assiste o trailer e tire suas próprias conclusões.


 

(Vídeo: YouTube)


Ponto Vermelho (Red Dot)

Embora Ponto Vermelho não seja baseado em fatos, a agonia é ponto alto do filme e te conto o motivo. O thriller sueco dirigido por Alain Darborg conta a história do casal David (Anastasios Soulis) e Nadja (Nanna Blondell) que após a paixão inicial do relacionamento começa a passar por uma crise afetiva. David tem o intuito de mudar o cenário e tentar reanimar a relação levando Nadja para uma viagem no norte da Suécia. Até chegarem ao local, diversos problemas ocorrem, como um desentendimento com alguns caçadores. A viagem parecia estar dando certo, entretanto, no meio da noite, se assustam com alguém mirando um ponto vermelho em seus corpos.


ponto vermelhoDavid e Nadja são perseguidos por um caçador. (Foto: Reprodução/Netflix)


O casal assustado entra no modo fuga e começa a luta pela sobrevivência. Mas, a grande virada de chave do longa é, seria um desentendimento o gatilho suficiente para uma caçada humana? Ou poderia ser algo muito maior? O filme brinca com a ideia da caça e do caçador, da relação de confiança entre a isca e o atirador. Ninguém pode ser caçado, se não tem algo que interesse a outra parte. David e Nadja tinham algo e não era de comprar..Assista o trailer e corre lá para assistir:


 

(Vídeo: YouTube)


 

(Foto Destaque: Elisa Lam. Reprodução/Netflix/BBC)

 

 

Deixe um comentário