Tech

Facebook vai rotular postagens sobre as eleições de 2022

Para impedir a viralização de informações duvidosas, a empresa Facebook vai adicionar rótulos em postagens sobre as eleições de 2022. Essa medida também vai ocorrer no Instagram.

3 min de leitura
27 Out 2021 - 20h00 | Atualizado em 27 Out 2021 - 20h00

A empresa do Facebook anunciou na última terça-feira (26) que postagens sobre as eleições de 2022 serão rotuladas. A medida vai ser acionada nas próximas semanas e abrange também o Instagram. A iniciativa vem de uma parceria da rede social com o Tribunal Superior de Justiça (TSE) e tem como objetivo prevenir as fake news, garantindo que o cidadão tenha acesso a informações confiáveis e, assim, protegendo o processo democrático.

Os rotúlos serão links que direcionarão o usuário até uma página oficial da Justiça Eleitoral.

As exigências do Facebook em relação a politica eleitoral brasileira sempre foram presentes. Em 2020, a empresa exigiu que todas as publicades sobre política ou eleições no Brasil fossem identificadas com o aviso "Pago por" ou com o selo "Propaganda Eleitoral" . Cerca de 250 mil submissões de anúncios foram reijeitados nas últimas eleições por não cumprirem a regra do alerta publicitário.



Mudanças buscam conter o avanço da desinformação. Reprodução: Pixabay.


Outra ferramenta é o "relatório de transparência", onde os eleitores podem consultar quantos anúncios politicos, que possuem o selo, foram lançados e visualizar todo o histórico de gastos que foram investidos nesse tipo de publicidade. Essa ferramenta permite que o cidadão tenha mais noção da economia em torno de campanhas políticas.

Também é possível fazer pesquisas mais específicas por anunciante, período ou localidade, além disso há uma lista com os maiores anunciantes no último dia ou por um intervalo de 7 dias, 30 dias, 90 dias ou qualquer outra data.

Leia Mais: Nokia vai relançar o celular 'tijolão' para comemorar 20 anos do primeiro modelo

Leia Mais: Microsoft usa blog da empresa para alerta geral sobre os ataques do Nobelium

Leia Mais: Moto G200 pode ter novo processador e tela de 144 Hz

Todas essas ferramentas estão vinculadas a meta do Facebook de prevenir a disseminação de informações falsas ou negligentes, e não estão disponíveis em todos os países, sendo o Brasil um dos pioneiros a recebê-las.

A nação brasileira, ao lado da Índia e Estados Unidos, faz parte da lista de países com maior necessidade de moderação de assuntos politicos. Essa lista foi divulgada em 2019 e desde então tem sido levada à risca.

 

 

Foto destaque: Facebook. Reprodução: Pixabay.  

Deixe um comentário