Money

Facebook, Whatsapp e Instagram caem e deixam milhões de usuários sem acesso

As redes sociais Facebook, Whatsapp e Instagram, além de outros aplicativos vinculados a eles, ficaram fora do ar na segunda-feira (4). Após quase sete longas horas, os apps voltaram a funcionar gradativamente.

3 min de leitura
06 Out 2021 - 13h45 | Atulizado em 06 Out 2021 - 13h45

Na última segunda-feira (4) os aplicativos Facebook, Whatsapp e Instagram saíram do ar globalmente e registraram um dos maiores erros de sistema de suas trajetórias. De acordo com o site Down Detector, que acompanha o funcionamento de sites e serviços digitais, foi a partir do meio-dia (horário de Brasília) que os usuários começaram a relatar os problemas de acesso nas três plataformas. 


Pane no sistema afeta milhares de usuários e faz ações do Facebook cairem (Foto: Tracy Le Blanc/Pexels)


O pane de sistema sofrido pelos aplicativos durou aproximadamente seis horas, afetando milhares de pessoas ao redor do mundo. Durante esse período, ninguém conseguia enviar mensagens, mexer no feed (linha do tempo) ou até mesmo acessar uma dessas redes sociais. Somente por volta das 19h que o Facebook e o Instagram voltaram a funcionar, porém o Whatsapp apresentou instabilidades por mais algum tempo. 

O Facebook - que também detém o Whatsapp e o Instagram - usou sua conta oficial no Twitter para confirmar as inconsistências presentes em seus aplicativos. “Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar nossos aplicativos e produtos. Estamos trabalhando para voltar ao normal o mais rápido possível e pedimos desculpas por qualquer inconveniente", disse a companhia. 


Como a Nike ajudou Steve Jobs a levantar a Apple

Banco Pan divulga a compra da empresa Mosaico, proprietária do site Buscapé

TikTok atinge um bilhão de usuários ativos mensais

As falhas apresentadas pelos aplicativos repercutiram para além do campo de usuários. Devido às instabilidades das plataformas, o Facebook registrou uma queda de mais de 5% na bolsa de Nova York (Nasdaq), sendo negociadas a US$326,23 ao final do dia. Com essas oscilações, os papéis da companhia sofreram a maior baixa diária desde outubro de 2020, quando caíram cerca de 6%.

Alguns usuários também relataram problemas de conexão em outros aplicativos vinculados a conta do Facebook, como o app Pokemon Go e a plataforma de realidade virtual Oculus, também pertencente ao Facebook. Embora as quedas nos serviços do Facebook não sejam incomuns, a de segunda-feira foi de longe a que durou mais tempo, uma vez que geralmente suas panes de sistema se resolvem em menos de duas horas. 

Foto Destaque: Redes Sociais. Reprodução/Pixabay





Deixe um comentário