Bem Estar

Estudo do Instituto Butantan em Serrana mostra eficácia de 99% da CoronaVac

Estudo do Instituto Butantan realizado em Serrana (SP) revela que 99% da população desenvolveu anticorpos contra a covid-19. A intenção da pesquisa era avaliar a efetividade da vacina CoronaVac contra a covid-19.

3 min de leitura
22 Out 2021 - 16h44 | Atualizado em 22 Out 2021 - 16h44

O estudo do Instituto Butantan realizado em Serrana, cidade do interior de São Paulo aponta que 99% da população local desenvolveu anticorpos contra a covid-19. Os primeiros resultados sobre o projeto de pesquisa de vacinação em massa em Serrana foram divulgados nesta terça-feira, 19, pelo Instituto Butantan. A intenção da pesquisa era avaliar a efetividade da vacina fabricada pelo instituto contra a covid-19.

Prestes a compeltar 70 anos de reinado, rainha Elizabeth II é aconselhada a parar de tomar drinques regularmente

Média móvel de mortes por covid-19 completa 10 dias abaixo de 400

Covid-19: Vacina da Pfizer tem eficácia de 93% em crianças e jovens

O Instituto Butantan comunicou que o saldo foi superior aos indicados nos ensaios clínicos de fases 1 e 2 do imunizante, no qual apresentou soroconversão de 97% e 98%. O resultado de 99% foi gerado após três meses depois que cada pessoa recebeu a segunda dose do imunizante. A pesquisa de efetividade do imunizante representa a aplicação da vacina em larga escala, ou seja, como ocorre durante as campanhas de vacinação no país.


Idosa recebendo o imunizante CoronaVac. (Foto: Reprodução/ IStock)


Um dos coordenadores médicos da pesquisa e diretor-técnico do Hospital Estadual de Serrana, Gustavo Volpe, afirmou que o resultado do estudo será publicado em um artigo científico: “A gente já tem o número de anticorpos dos adultos e dos mais idosos. O artigo vai contar como estava a variação sorológica nesses últimos três meses”. Gustavo Volpe relatou também que há grade adesão dos idosos que receberam a terceira dose da vacina, o que permitirá melhor avaliação dos anticorpos e pessoas idosas. Dados divulgados no mês de maio mostraram que a imunização da população adulta da cidade de Serrana (São Paulo) reduziu a ocorrência de casos sintomáticos da doença em 80%, mortes em 95% e internações em 86%.

Foto Destaque: Reprodução/ Getty Images

 

Deixe um comentário