Notícias

Empresas dos EUA se unem para criar cão robô armado com rifle para fins militares

A Ghost Robotics e a Sword Defense se uniram para criar uma arma militar com potência para alcançar mil e duzentos metros, na estética de um cão robótico.

3 min de leitura
18 Out 2021 - 11h00 | Atualizado em 18 Out 2021 - 11h00

A empresa Ghost Robotics, especialista em criar plataformas robóticas, e a empresa Sword Defense, experiente em desenvolver armamentos, se uniram para a criação de um cachorro robô aparelhado com uma arma. Segundo a New Scientist, o CEO da Ghost Robotics, Jiren Parikh, afirmou que o mecanismo não se operará de modo autônomo, pois “É totalmente controlado por um operador remoto. Há um humano controlando a arma".

Entre os detalhes divulgados, foi ostentado que o robô possui câmera térmica para conseguir mirar no escuro e um alcance de mil e duzentos metros para acertar o alvo, que será atingido pelo Special Purpose Unmanned Rifle (Spur), o nome da arma utilizada pelo cão, que em tradução livre, significa "Rifle Não Tripulado de Uso Especial".


Cão robô desenvolvido para fins militares. (Foto: Reprodução/Ghost Robotics/Divulgação)

Cão robô desenvolvido para fins militares. (Foto: Reprodução/Ghost Robotics/Divulgação) 


A Ghost Robotics exemplificou que o rifle possui um silenciador instalado na parte frontal, para dificultar a localização de onde o tiro saiu, e que é necessário um operador humano para limpar, proteger e recarregar as munições da arma.

Parikh também afirmou que “Este sistema não tripulado também apresenta capacidades de estabilização impressionantes como resultado de seu design quadrúpede e dos vários sensores integrados que ajudam na mobilidade”.

Leia mais: Jair Bolsonaro aprova lei que reduz mais de R$600 milhões de verbas para ciência

Leia mais: Prefeitura do Rio libera lotação máxima de programas culturais nesta segunda

Leia mais: “Os Sete Maridos de Evelyn Hugo” volta ao topo dos livros mais vendidos no Brasil

Conforme o portal Canaltech, “a empresa não deixa claro se o robô vai apenas detectar e travar potenciais inimigos, enquanto espera o comando de um operador humano para começar a atirar, ou se a máquina terá capacidade para efetuar os disparos sem a necessidade da aprovação de um controlador.”

Apesar deste tipo de tecnologia já ser utilizada pelo exército dos Estados Unidos em operações de reconhecimento de terreno, não há confirmações de que o equipamento pode ser utilizado para o ataque ou defesa no futuro.

 

Foto destaque: Cão robô desenvolvido para fins militares. Reprodução/Ghost Robotics/Divulgação

Deixe um comentário