Esportes

Em entrevista Ramirez se arrepende de ter treinado o Inter:

Miguel Angel Ramirez não esconde sua insatisfação de ter treinado o Internacional, em entrevista no Equador, o treinador espanhol diz que se equivocou pelo planejamento que o clube exercia.

3 min de leitura
27 Ago 2021 - 00h15 | Atulizado em 27 Ago 2021 - 00h15

Dois meses após deixar o Internacional, Miguel Ángel Ramírez rompeu o silêncio. Em entrevista à emissora DirecTV, do Equador, o treinador comentou sobre a experiência no Brasil e deixou clara a decepção com a passagem pelo Beira-Rio.

Em carta aberta, Globo fala sobre o futuro das transmissões da Séries A e B

Grêmio abre os cofres e prevê gastar 44 milhões com contratações

Após polêmica e eliminação para rival na Libertadores, Daniel Alves se pronúncia em suas redes sociais

O treinador espanhol, que acertou com o Charlotte FC, dos Estados Unidos, fez uma visita ao Independiente Del Valle, time ganhou projeção mundial. Ramírez disse que no Brasil só Bragantino e Athletico-PR respeitam os projetos estabelecidos e revelou que não conhecia os bastidores do clube.

Seguramente, se tivesse mais informações do que tinha dentro do clube, teria feito uma escolha melhor do que a que decidi”, disparou o treinador.

Ele afirmou que não teve problemas de relações no clube. Citou o carinho que construiu e ainda nutre pelos profissionais, tanto dos bastidores quanto o grupo de jogadores, e que a passagem no Brasil serviu de aprendizado na carreira.


Ramirez no comando do Internacional (Créditos: Fernando Alves/AGIF)


“Foi uma etapa de muita aprendizagem, crescimento. Dei conta de onde quero estar e não. Que pode ser bom ou não. Não quero fazer as coisas de qualquer maneira. Estando dentro, me senti equivocado. Mas, se tinha ocorrido assim, era porque tinha que passar por esta experiência”, mencionou o treinador.

Contratado para comandar o Inter por duas temporadas, a passagem de Ramírez durou apenas 101 dias. O treinador acabou demitido após a derrota por 3 a 1 para o Vitória em pleno Beira-Rio, que custou a eliminação na terceira fase da Copa do Brasil.

Ramírez estava afastado por ter contraído o coronavírus. O treinador espanhol comandou o clube gaúcho em 21 partidas. Foram 10 vitórias, quatro empates e sete derrotas, com um total de 53,9% de aproveitamento.

(Foto de capa: Miguel Angel Ramirez comandando o Internacional/Créditos: Ricardo Duarte/Inter)

Deixe um comentário