Cinema/TV

‘Deserto Particular’ concorre a Melhor Filme Internacional no Oscar 2022

'Deserto Particular' é um filme de Aly Muritiba com Antonio Saboia como protagonista. O filme concorre a estatueta de Melhor Filme Internacional no Oscar de 2022.

3 min de leitura
15 Out 2021 - 17h00 | Atulizado em 15 Out 2021 - 17h00

Foi anunciado hoje (15), pelo comitê brasileiro de seleção da Academia Brasileira de Cinema, que o filme ‘Deserto Particular’ vai concorrer ao Oscar de 2022 na categoria de Melhor Filme Internacional. O filme tem direção de Aly Muritiba (‘Ferrugem’ e ‘Para Minha Amada Morta’) e já havia sido premiado no Festival de Veneza. O elenco conta com Antonio Saboia (‘O Lobo Atrás da Porta’) e Pedro Fasanaro (‘Ainda Não Lhe Fiz Uma Canção de Amor’). Confira abaixo o trailer.


 

Trailer do filme 'Deserto Particular' (Reprodução/Pandora Filmes)


O Oscar 2022 acontece no dia 27 de março. A primeira cerimônia do Oscar aconteceu em 1929 e é o prêmio mais importante do cinema. Sendo que a primeira vez que houve cobertura televisiva, apenas em solo americano e canadense, foi no ano de 1953 e só em 1969 que a transmissão passou a ser mundial. O ano de 1998 foi o que a cerimônia teve mais espectadores.

Entre os filmes mais premiados estão ‘Titanic’ que ganhou 11 dos 14 prêmios a que concorria, ‘Bem-Hur’ que levou 11 das suas 12 indicações e ‘O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei’ que ganhou todos os 11 prêmios que estava concorrendo. Dentre os artistas mais premiados se encontram Walt Disney, que das suas 59 indicações levou 22 estatuetas para casa, o maquiador Rick Baker que já concorreu em nove indicações e ganhou sete prêmios, e o compositor John Barry que levou cinco prêmios para casa e já foi indicado sete vezes.

 

'Love & Death': Elizabeth Olsen ganha destaque nas primeiras imagens da nova produção da HBO Max

Parte dois da última temporada de ‘Attack on Titan’ tem teaser liberado

‘Eternos’ tem primeira heroína surda


O Brasil concorre na cerimônia do Oscar desde 1961 e quase levou o prêmio de Melhor Filme Internacional para casa no ano de 1963 com 'O Pagador de Promessas', em 1996 com 'O Quatrilho', em 1998 com 'O Que É Isso, Companheiro?' e em 1999 com ‘Central do Brasil’. Mas foi em 2004 com ‘Cidade de Deus’ que ele recebeu mais indicações, foram elas: Melhor Direção, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição e Melhor Fotografia.

 

Foto Destaque: Antonio Saboia. Reprodução/Daryan Dornelles

Deixe um comentário