Defesa de DJ Ivis tem pedido de habeas corpus negado pela justiça

Publicado 20 de Jul de 2021 às 12:13

No último sábado (17), a defesa do músico Iverson Araújo, conhecido como DJ Ivis, teve o pedido de habeas corpus negado. Detido desde a última quarta-feira (14), na Delegacia de Captura, o artista foi transferido para a Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, em Aquiraz, na região metropolitana de Fortaleza, no Ceará.

 

“Um pedido de habeas corpus ingressado pela defesa de Iverson Araújo foi indeferido pelo Tribunal de Justiça do Ceará neste fim de semana. Mais informações não podem ser repassadas, pois o caso tramita sob segredo de Justiça", afirmou a assessoria do Tribunal de Justiça do Ceará. 

 

Além do pedido de habeas corpus, a defesa também pediu por medidas cautelares e uso de tornozeleira eletrônica, mas o pedido também foi negado. De acordo com o Juiz de Direiro da Vara Única Criminal da Comarca de Eusébio, Ivis teria cometido os delitos previstos nos arts.121 c/c 14, II; 129, §2°; 129, §9° e 147 do CPB que configuram tentativa de homicídio e violência doméstica.

 


 

Suposta foto do músico com a cabeça raspada circula na internet. (Foto: Reprodução)


Na internet circulam fotos do DJ Ivis com os cabelos raspados, procedimento comum aos detentos em presídios de segurança máxima como o que ele está. Entretanto as autoridades não confirmaram a autenticidade da imagem.

 

A prisão preventiva do músico foi decretada pela justiça para evitar risco de fuga e na ocasião o governador Camilo Santana confirmou a prisão por meio das redes sociais. "Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido", publicou o governador do Ceará.


 

Leia mais: Thales Bretas fala sobre vacinação antes da morte de Paulo Gustavo


Leia mais: Luisa Sonza lança clipe Melhor Sozinha e manda recado para haters


Leia mais: Diretor do Ilha Record lança spoiler e divulga imagem de briga envolvendo Nadja Pessoa

 


Com o pedido de habeas corpus negado, ele seguirá detido por tempo indeterminado e ficará à disposição do Poder Judiciário. Iverson é acusado de agressão contra a ex-mulher, a arquiteta Pamella Holanda, após ela divulgar nas redes sociais vídeos em que ele a agredia. Além disso, ele pode responder por outro inquérito, já que Pamella havia feito um BO no dia 3 de julho, antes da divulgação dos vídeos.

 

Caso o DJ seja condenado por lesão corporal, a pena máxima é de três anos em regime aberto ou semiaberto.

 

(Foto de destaque: DJ Ivis é detido pela polícia. Reprodução/Foto: Barbara Moira)

Deixe um comentário