Esportes

Como será o Mundial de Clubes de Vôlei Feminino de 2021

O campeonato acontecerá em Ankara, na Turquia, entre os dias 15 e 19 de dezembro. O Brasil tem o Praia Clube e o Minas como representantes da disputa.

3 min de leitura
03 Jan 2022 - 12h44 | Atualizado em 03 Jan 2022 - 12h44

Começou na última quarta-feira (15/12) o Mundial de Clubes de Vôlei Feminino, com a participação de seis times de diferentes países. A edição deste ano acontece na Turquia e pode ser vencida por um time brasileiro, uma vez que o Praia Clube e o Minas são algumas das equipes mais fortes do campeonato e valem a aposta

Na história do evento, apenas três equipes brasileiras já levaram o título: Sadia, Sorocaba e Osasco. O Praia Clube e o Minas buscam o primeiro título mundial, mas já são experientes na competição, uma vez que foram os representantes brasileiros nas duas últimas edições. 

Uma equipe que pode atrapalhar o sonho das brasileiras é a Conegliano, que são as atuais campeãs do torneio e carregam a impressionante marca de 70 jogos invictas, ou seja, não perderam nenhum jogo desde 2019. 


Jogadora segurando bola embaixo do braço. (Foto:Reprodução/Pixabay)


 

https://lorena.r7.com/post/Barca-apresenta-Ferran-Torres-mas-fair-play-financeiro-impede-inscricao-do-jogador

https://lorena.r7.com/post/Messi-e-mais-3-jogadores-do-PSG-testam-positivo-para-Covid-19

https://lorena.r7.com/post/America-MG-reforca-elenco-com-Iago-Maidana-e-Indio-Ramirez


O Mundial de Clubes de Vôlei Feminino 

Na primeira fase da competição as equipes são divididas em dois grupos com três equipes cada. As três equipes de cada grupo se enfrentam e, ao final, as duas melhores classificadas de cada grupo avançam às semifinais. 

 

A partir daí, o primeiro lugar do grupo A enfrenta a equipe que ficou em segundo do B e, assim, o primeiro lugar do grupo B joga com o segundo lugar do grupo A. Os vencedores do confronto vão para a grande final e os que perderam disputam o bronze. 

 

A divisão de grupos ficou da seguinte forma: no grupo A estão Praia Clube, do Brasil, Fenerbahçe, da Turquia, e Conegliano, da Itália. Minas, o outro representante brasileiro, o Istambul, da Turquia, e o Altay, do Cazaquistão, estão no grupo B. 

 

Times campeões do Mundial de Clubes de Vôlei Feminino:

  • 1991: Sadia EC, Brasil;
  • 1992: Jesi, Itália;
  • 1994: CA Sorocaba, Brasil;
  • 2010: Fenerbahçe SK, Turquia;
  • 2011: Rabita Baku, Azerbaijão;
  • 2012: Osasco VC, Brasil;
  • 2013: VakıfBank SK, Turquia;
  • 2014: Dínamo Kazan, Rússia;
  • 2015: Eczacıbaşı SK, Turquia;
  • 2016: Eczacıbaşı SK, Turquia;
  • 2017: VakıfBank SK, Turquia; 
  • 2018: VakıfBank SK, Turquia;
  • 2019: Imoco Volley Conegliano, Itália;

Os times que vão competir

Pelo grupo A, o Dentil Praia Clube conquistou sua vaga no mundial ao vencer o Campeonato Sul-Americano e irá enfrentar o Fenerbahce, que tem como destaque a brasileira Ana Cristina, a atleta mais jovem da seleção brasileira. Além disso, joga com o Conegliano, equipe italiana muito forte e que só perdeu um jogo desde 2019. 

 

Do lado do grupo B, o Minas foi campeão da Superliga na edição 2020/21 e mais uma vez se garantiu na competição. O time de Belo Horizonte irá jogar com o Altay, que conta com a jogadora da seleção dominicana Bethania de la Cruz. O outro jogo será contra o Istambul, time que jogou a final de 2018 contra o Minas, e atualmente tem como peça a ponteira brasileira Gabi Guimarães. 

 

Todas as equipes que vão à Ankara em busca do título são muito competitivas e podem vencer. As equipes turcas têm grande tradição na competição e são sempre uma ameaça, assim como a equipe italiana que vai em busca do bicampeonato no Mundial de Clubes de Vôlei Feminino.

Foto Destaque: Bola de vôlei feminino. Reprodução/Pixabay

Deixe um comentário

Lorena Bueri CEO, Lorena Bueri, madrinha perola negra lorena bueri, lorena power couple, lorena bueri paparazzi, Lorena R7, Lorena Bueri Revista Sexy, Lorena A Fazenda, Lorena afazenda, lorena bueri sensual, lorena gata do paulistão, lorena bueri gata do paulistão, lorena sexy, diego cristo, diego a fazenda, diego cristo afazendo