Money

Como investir em ações

Investir na bolsa de valores não é mais uma exclusividade dos super ricos, na verdade agora é possível começar a investir em ações com valores a partir de R$ 100.

3 min de leitura
31 Out 2021 - 14h01 | Atualizado em 31 Out 2021 - 14h01

Antes de começarmos a ver como podemos investir em ações na bolsa, primeiro temos que explicar como funciona tal investimento. Ações na bolsa de forma simplificada funcionam da seguinte forma: uma empresa que busca capital para iniciar um investimento em sua expansão vende parte de seus papéis (ações) na bolsa de valores, o investidor compra esses papéis e seu retorno vem em forma de dividendos, que podem ser mensais, trimestrais ou simplesmente o investidor pode usar seus lucros para aumentar seu investimento naquela ou em outras empresas, mas como eu disse essa é uma explicação muito resumida, agora vamos entender o por que das ações serem consideradas investimento de renda variável.


Mercado de ações, boa opção para investidores mais agressivos (Foto: Reprodução/Shutterstocks)


RENDA VARIÁVEL: É um investimento que apresenta um bom retorno financeiro aos seus investidores, mas também apresentam alguns riscos, como dito anteriormente: o indivíduo irá investir na expansão de uma empresa mas existe uma pequena possibilidade dessa expansão de negócios não dar certo e o retorno almejado pelo investidor ser menor do que o esperado ou em casos muito raros a empresa em questão acabar fechando suas portas, mas isso são casos muito raros.

Agora que já sabemos como funciona a renda variável, vamos ver como podemos começar a investir, antes de mais nada temos que encontrar uma corretora de investimentos, pois será através dela que o investidor fará suas transações de compra e venda de papéis.


Corretoras auxiliam o investidor a escolher boas opções de investimento (Foto: Reprodução/Nelson Almeida - AFP)


Muitos bancos tradicionais e digitais já oferecem opções de investimentos em ações através de suas plataformas digitais, mas também temos opções de corretoras independentes, essas corretoras de investimentos ajudam o investidor mais leigo sugerindo carteiras com diferentes opções de investimentos e retorno, montando carteiras compostas por empresas mais consolidadas no mercado, para que o investidor tenho mais segurança e menos riscos de prejuízos.

Agora que já sabemos qual o papel da corretora em nossos futuros investimentos é chegada a hora de investir:

 

Bitcoin Pro: conheça a plataforma para investidores iniciantes em criptomoedas (r7.com)

A fortuna de Elon Musk aumentou US$ 29 bilhões em um dia (r7.com)

Ranking aponta as marcas mais valiosas do mundo (r7.com)


Existem duas formas de comprarmos ações e uma delas é através de lotes, esses lotes são compostos por 100 papéis e cada papel tem um valor, por exemplo: “1 papel tem o valor de R$ 27,90, o valor total do lote será de R$ 2.790,00”. Mas também podemos comprar ações fracionadas, que funciona da seguinte forma, em vez de comprarmos 100 papéis de um único lote, você pode optar por comprar apenas 50 por exemplo ou até mesmo 1 papel, essa é uma opção válida para quem tem interesse em investir em ações mas, não dispões de valores mais elevados.

Vale ressaltar que, quanto maior o capital investido maior será o retorno, então não espere ganhos altos com investimentos mínimos, também é bom sabermos que esse tipo de investimento trará resultados atrativos de médio a longo prazo, então se você tem interesse em investir em ações tenha em mente que este será um investimento para o futuro.

 

Foto Destaque: Painel Bolsa de Valores. Reprodução/Internet

Deixe um comentário