Claudia Leitte relembra perrengue em turnê: “Diarreia coletiva”

Publicado 18 de Nov de 2020 às 14:40

Claudia Leitte concedeu uma entrevista ao “Que história é essa, Porchat?”, do canal GNT. No bate-papo descontraído que irá ao ar hoje (18), a cantora baiana contou detalhes de sua primeira turnê ainda como vocalista da banda ‘Babado Novo’, e também falou sobre alguns perrengues vivenciados no meio da estrada ao longo de sua trajetória. 

 

Dito isso, Claudia relembrou uma viagem a trabalho de 48 horas de volta para a Bahia, na qual ela e sua equipe foi surpreendida por uma interminável dor de barriga coletiva. "Na volta para casa, a gente teve diarreia coletiva. A gente combinou que todo mundo que ia ao banheiro e tinha que fazer tudo num saco, amarrava e depois descarregava num posto (de gasolina)", disse a cantora.

 

Ela ainda contou que, no início, os palcos não eram grandiosos como os dias atuais, mas sim em locais simples, como por exemplo, praças públicas sem plateia. Leitte também falou sobre um episódio fatídico ocorrido em um de seus shows. "Um cara morreu no meio de um show, estava sentadinho na praça, costume de interior", relembrou ela, alegando que o grupo ganhava R$ 100 por apresentação, divididos entre todos os integrantes. “Toda a banda dormia em dois quartos, espalhados em beliches", destacou. 


 

A cantora participou do "Que história é essa, Porchat?", do canal GNT. (Foto: Reprodução/Twitter)


Leia mais: Thiago Salvático fala sobre sonho com Gugu: "Desesperador" 


Claudia Leitte também falou sobre maternidade 


Em uma entrevista recente ao
“Sterblitch não tem um talk show: O talk show”, a cantora também falou sobre a personalidade dos filhos e revelou detalhes de suas três gestações. 

 

"Criar filho é muito difícil e são mundos completamente diferentes. Davi tem 11 anos, está naquele momento de transição. Ama design, arte. O Rafael é nerd total, muito parecido comigo na questão de querer buscar as respostas das coisas. E a Bela é muito enérgica, artística, muito serelepe."

 

"Meus partos foram legais, graças a Deus, mas os meus pós-partos foram horríveis. Foi bem puxado. Lembrei agora que o pior era a prisão de ventre. Por que eu estou falando isso? Não são momentos românticos, mas a gente deu à luz um bebê. Criança é o caminho mais fácil para chegar perto de Deus”, concluiu. 

(Foto Destaque: Claudia Leitte. Reprodução/Instagram)

 

Deixe um comentário