Saúde e Bem Estar

Butantan anuncia a entrega de mais 10 milhões de doses da Coronavac ao Ministério da Saúde

Instituto Butantan completa a entrega recorde de mais de 10 milhões de doses da imunizante Coronavac ao Ministério da Saúde, completando 92% do contrato de fornecimento da vacina contra covid-19 ao Plano Nacional de Imunização (PNI).

3 min de leitura
31 Ago 2021 - 08h30 | Atulizado em 31 Ago 2021 - 08h30

O Instituto Butantan completou ontem (30) a entrega de mais de 10 milhões de doses da vacina Coronavac ao ministério da Saúde. Este valor representa o maior carregamento de imunizantes já encaminhado ao Governo Federal desde o início da campanha de vacinação contra a covid-19 no país.

Considerando este novo recorde de lotes, o Instituto Butantan atinge a marca de 92,8 milhões de vacinas entregues ao Plano Nacional de Imunização (PNI) para controle da pandemia do novo coronavírus em todo país.

O valor total de doses entregues representa até o momento 92% das 100 milhões de doses contratadas pelo Ministério da Saúde para vacinação dos brasileiros. A primeira parte do contrato, de 46 milhões de doses, foi concluída em 12 de maio. As entregas da Coronavac ao Ministério da Saúde foram iniciadas em17 de janieor, quando foi autorizado o uso emergencial do imunizante pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


João Doria acompanha a entrega de lotes da Coronavac. (Foto: Roberto Casimiro/Estadão)


Hoje é um dia histórico, é a maior entrega de vacinas do Butantan. Um orgulho para o Estado de São Paulo, um orgulho para o Instituto Butantan, estarmos entregando hoje, em uma única leva, 10 milhões de doses da vacina para o Ministério da Saúde, que por sua vez fará a distribuição, espero que de imediato, para todos os estados brasileiros”, disse o governador de São Paulo, João Doria, em nota.

A entrega dos imunizantes foi acompanhada pelo diretor do Butantan, Dimas Covas, pelo Secretário de Saúde do estado, Jean Gorinchteyn, e pela a Coordenadora do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula.

De acordo com o balanço do consórcio de veículos de imprensa com dados das secretarias de Saúde, o Brasil registrou até a noite de ontem (segunda-feira,30) mais 313 mortes por covid-19. O total de óbitos chegou a 579.643 desde o início da pandemia. Seguindo este dado, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias ficou em 671, a menor registrada desde 30 de dezembro do ano passado.

https://lorena.r7.com/post/Covid-19-Brasil-ve-queda-nos-numeros-de-mortes-pelo-coronavirus-e-tem-283-da-populacao-imunizada 

https://lorena.r7.com/post/Coronavirus-80-da-populacao-com-mais-de-18-anos-ja-receberam-a-primeira-dose-no-Brasil 

https://lorena.r7.com/post/Mitos-e-perigos-sobre-intolerancia-alimentar-e-alergias 

Mais de 61 milhões de brasileiros completaram o esquema vacinal, ou seja, tomaram as duas doses ou a dose única de vacinas contra a Covid e estão totalmente imunizados. São 61.166.920 pessoas, o que corresponde a 28,67% da população. Os dados também foram reunidos do consórcio de veículos de imprensa.

Os que estão parcialmente imunizados, ou seja, que apenas a primeira dose de vacinas, são 130.019.681 pessoas, o que corresponde a 60,95% da população.

Somando a primeira, a segunda e a dose única, são 191.186.601 doses aplicadas no país.

Foto destaque: Butantan produz mais 10 milhões de doses da Coronavac. Américo Antonio/SESA

Deixe um comentário