Celebridades

Brasileiros invadem live da Adele e debocham de acusação de plágio

Brasileiros invadem live de Adele e debocham da acusação de plágio que a cantora recebeu por Toninho Geraes referente a musica Million Years Ago que é semelhante a canção Mulheres.

3 min de leitura
10 Out 2021 - 21h02 | Atulizado em 10 Out 2021 - 21h02

Neste sábado (9), Adele abriu uma live em seu Instagram e internautas brasileiros invadiram o espaço para debochar da acusação de plágio que a cantora está sofrendo do compositor de “Mulheres”. Durante a transmissão da live, brasileiros fizeram alguns comentários. "Adele, canta Mulheres do Martinho da Vila", disse um.  "Adele, você plagiou o Martinho da Vila”, escreveu outro. "Adele, tão falando que você é caloteira e não quer pagar o Martinho da Vila" falou mais um. "Adele, o preço do gás tá R$ 120", disse outro.


Capa do album de Adele que contém a música Million Years Ago. ( Reprodução/Instagram)


Toninho Geraes, responsável pela música cantada por Martinho da Vila, está movendo um processo contra a artista alegando violação de direitos autorais e aponta diversas semelhanças entre a música “Mulheres” e a faixa Million Years Ago, do álbum 25. Duas notificações extrajudiciais já foram enviadas a Adele e ao autor da música.  No mês passado, assim que a denúncia de plágio chegou nas redes sociais, internautas já começaram a fazer memes, brincadeiras em cima do assunto e até mesmo um vídeo montagem com as duas músicas.

 

De acordo com o compositor: “se apropriaram das primeiras notas de introdução, refrão e final”, e foram contabilizados 88 compassos com cópia, o equivalente a 87% da música. “Fiquei estarrecido quando me dei conta. A melodia e a harmonia são iguais. É uma cópia escancarada”, disse na época que a denúncia estourou.

 

Carla Diaz fala sobre o caso Richthofen: ‘A verdade só eles sabem’

Simone fala sobre dificuldade de aceitar seu corpo: ‘Não gosto de estar acima do peso’

Sabrina Sato entrega presentes de Dia das Crianças em ONG

 

De todos os acusados, somente a Sony Brasil respondeu formalmente e em relação ao processo as partes mostram visões opostas sobre a ação e falam sobre um possível acordo do qual a parte da acusação está aberta, mas Adele não. “Esse assunto está atualmente nas mãos da XL Recordings e da própria Adele, já que a Sony Music era apenas distribuidora desse fonograma no Brasil, cujo contrato, inclusive, já está expirado” disse a distribuidora Sony.

 

Foto destaque: Adele e Toninho Geraes (Reprodução/Instagram).



Deixe um comentário