Cinema/TV

‘Batman Day': Confira cinco animações do personagem para assistir na HBO Max

HBO Max aproveita celebração do Batman Day e adiciona ao catálogo várias produções icônicas do héroi de Gotham City. Veja a lista de cinco animações essenciais para assistir.

3 min de leitura
18 Set 2021 - 18h12 | Atulizado em 18 Set 2021 - 18h12
“Eu sou o Batman". Não importa quantas vezes essa frase seja dita, todo criminoso de Gotham City entra em estado de pavor ao escutar qualquer menção ao Batman. O personagem foi criado por Bob Kane e Bill Finger em 1939 para a revista Detective Comics e rapidamente fez sucesso entre o público, tornando-se um dos super-heróis mais conhecidos do mundo. Para além dos quadrinhos, o homem-morcego é o principal chamariz de uma franquia bilionária que envolve brinquedos, filmes para o cinema, jogos e animações. A fama do personagem é tamanha que em 2014, a DC Comics anunciou que todos os anos iria celebrar o legado construído por ele num evento batizado de “Batman Day”.
 
https://lorena.r7.com/post/Christopher-Nolan-troca-Warner-Bros-pela-Universal-entenda-o-motivo
https://lorena.r7.com/post/Os-Garotos-Perdidos-Classico-dos-anos-80-ganhara-remake
https://lorena.r7.com/post/Krysten-Ritter-entra-para-o-elenco-de-serie-da-HBO-Max-inspirada-num-crime-real
 
E hoje (18), é o dia do morcegão! Aproveitando a visibilidade que o evento traria, a HBO Max lançou diversas animações do Batman em seu catálogo, dedicando uma aba especial para as produções situadas no universo corrupto e deslumbrante de Gotham City. A seguir, confira uma lista de cinco animações (entre filmes e séries) que você pode maratonar no dia especial do Cavaleiro das Trevas:
 
1 – Batman: A Série Animada (1992 – 1995)
 
Se tem uma produção do Batman que é indispensável para quem deseja conhecer o universo de Gotham é Batman: A Série Animada. Criada por Bruce Timm e Paul Dini, o seriado é considerado por muitos fãs como a melhor adaptação do personagem em qualquer mídia, sua fama é justificada pelo fato de que não apenas a animação era boa, mas também entendeu a essência dos personagens. Ao longo de 85 episódios, vemos Batman lutando contra diversos vilões perigosos em sua luta para salvar Gotham City do caos absoluto. Personagens como Coringa, Mulher-Gato, Charada, Sr.Frio e Hera-Venenosa são os vilões mais recorrentes nos capítulos e cada um tem suas peculiaridades charmosas e ameaçadoras. Vale lembrar que diferente de outros personagens, a Arlequina foi criada nesse desenho e o sucesso da personagem fez a DC Comics introduzi-la nas HQs.

 
Imagem de Batman: A Série Animada. (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

2 – Batman: A Piada Mortal (2016)
 
Esse filme animado adapta uma das HQs mais sombrias escritas para o Batman. Publicada em 1988, Piada Mortal foi escrita pelo aclamado quadrinista Alan Moore e trouxe uma das histórias mais perturbadoras envolvendo a obsessão do Coringa em causar danos às pessoas. A história da animação segue Batman e Batgirl investigando um caso juntos enquanto lidam com questões sobre seu relacionamento, porém, quando o Coringa sequestra o Comissário Gordon, ambos devem resistir à tentação de matar o vilão por seus crimes hediondos. O final deixa muitos fãs intrigados até hoje pelo seu teor dúbio, afinal o que separa um herói de um vilão? Será que um dia ruim pode transformar um homem de bem em uma criatura odiosa?

Cena de Batman: A Piada Mortal. (Imagem: Reprodução/Warner Bros)
 

3 – LEGO Batman: O Filme (2017)
 
Provando a versatilidade do personagem em todos os gêneros, essa animação feita pelos diretores de Uma Aventura LEGO prova que o Batman também pode ser engraçado. Num tom debochado, a produção faz brincadeiras com vários personagens do universo DC, até citando a concorrente Marvel. Na trama, Batman é o herói de Gotham há muitas gerações, porém sua atitude arrogante magoa o Coringa que arma um plano para acabar com Gotham City. Nessa jornada, o herói desbocado descobre que adotou um jovem órfão e deve aprender a ser uma figura paterna mesmo contra sua vontade. O interessante desse filme é que apesar do tom leve, ele capta bem um dos principais problemas do personagem: a solidão. Através de uma abordagem jocosa, o roteiro sabiamente explora o porquê Batman precisa de uma família, adicionando personagens como Robin e Batgirl.

 
Batman e Superman em LEGO Batman: O Filme. (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

4 – Batman: O Cavaleiro de Gotham (2008)
 
Muita gente já deve ter pensado, o Batman ficaria muito legal no estilo anime, pois não se torture mais, essa animação produzida pela Warner em parceria com estúdios de animação japoneses dá novos traços ao homem-morcego. Diferente de outras produções, esse filme foi idealizado para um formato antológico, ou seja, não há uma trama específica, cada parte conta uma história diferente. Vemos Batman lutando contra vários vilões em seis tramas com diferentes estilos de animação e cada uma emulando certos aspectos presentes em animes como a busca por um poder maior, paz interior e inovações tecnológicas. Cada curta foca em determinada psique da figura do personagem como a furtividade, coragem, persistência, dor emocional e integridade moral.

 
Cena de Batman: O Cavaleiro de Gotham. (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

5 – Batman Contra o Capuz Vermelho (2010)
 
Se em A Piada Mortal, o herói mascarado tinha que lidar com um de seus vilões tentando levá-lo para o lado sombrio, nesse filme, o foco é em quando um dos ajudantes do herói cai em desgraça. Jason Todd foi o segundo Robin criado nos quadrinhos, mas diferente de Dick Grayson, ele não era muito prudente no combate ao crime, o que fez o Coringa aproveitar um descuido e “matá-lo" violentamente. Mais tarde, o personagem ressurge como o temido Capuz Vermelho, mas agora completamente obcecado em acabar com a violência a qualquer custo, incluindo matar, o que vai contra os ideais do Batman, levando os dois a se enfrentarem. Essa é uma história importante porque vemos as consequências das escolhas do herói em usar jovens no combate ao crime, o fracasso dele em proteger Jason foi como se seus pais morressem novamente em sua frente, obrigando-o a confrontar seus erros. Um dos maiores debates éticos da obra é sobre os limites que um herói deve enfrentar para não se tornar o vilão da história.

 
Cena de Batman Contra o Capuz Vermelho. (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

 
Foto Destaque: Imagem promocional de Batman. Reprodução/Warner Bros/DC

Deixe um comentário