Money

Banco Central anuncia o PIX Troco e PIX Saque, novas modalidades do PIX

A partir do mês de novembro, o consumidor já poderá fazer uso de duas novas modalidades do PIX. Segundo o Banco Central, as novidades são: PIX Saque e PIX Troco.

3 min de leitura
06 Set 2021 - 14h25 | Atulizado em 06 Set 2021 - 14h25

Para aqueles que caíram nas graças do PIX, a novidade divulgada pelo Banco Central (Bacen) vai fortalecer ainda mais essa relação. A partir do dia 29 de novembro, o PIX irá receber mais duas modalidades, o PIX Saque e o PIX Troco.

 

Essas novidades estão incluídas na  agenda evolutiva do sistema de pagamento instantâneo, as quais foram confirmadas em agosto pela Diretoria Colegiada da Entidade durante uma reunião. Segundo o Bacen, ambos os recursos contarão com limite máximo de transação durante o dia e período noturno.

 


Banco Central anuncia duas novas modalidades do PIX (Foto: Reprodução/Banco Central do Brasil)


 

Com o advento dessas funções, o Banco Central espera que os consumidores tenham uma maior acessibilidade ao dinheiro em espécie, facilitando as transações comuns realizadas no dia a dia. Desse modo, os estabelecimentos que oferecem tais serviços se tornarão mais atrativos para o público.

 

Conforme a nota divulgada pelo Bacen, o limite máximo de transação para os dois recursos será de 500 reais durante o dia e de 100 reais das 20 horas às 6 horas. Entretanto, a entidade afirma que, caso seja da vontade do dono do estabelecimento, os valores utilizados poderão ser menores aos pré-estabelecidos. 

 

Casa da Moeda faz homenagem ao nadador Daniel Dias com coleção de medalhas com seu rosto

 

Já sonhou em sair do Burger King sem pagar? Agora isso pode virar realidade

 

Magalu cresce e se torna a ação mais valorizada dos últimos 5 anos

 

O PIX Saque permitirá que todos os clientes de qualquer instituição financeira possam realizar saques em estabelecimentos ofertantes do serviço. Para ter acesso ao dinheiro em espécie, basta que o cliente faça um PIX ao agente de saque, por meio de um QR Code ou de um aplicativo do prestador de serviço. 

 

No PIX Troco, o processo também é quase o mesmo. A principal diferença é que o saque do recurso em espécie é feito durante a realização do pagamento de uma compra no estabelecimento ofertante. Assim, o total da transação do PIX será do valor da compra + valor do saque pretendido. O cliente poderá ver os valores correspondentes à compra e ao saque no próprio extrato.

 

Vale ressaltar que o estabelecimento que ofertar um dos serviços, saque ou troco, receberá uma tarifa que vai de R$0,25 a R$0,95 por operação realizada, dependendo da instituição financeira com a qual tem relacionamento.

 

(Foto destaque: João Geraldo Borges Júnior/Pixabay)

Deixe um comentário