Celebridades

Após três meses preso, DJ Ivis tem liberdade concedida pela Justiça

Após três meses na cadeia, O Dj Ivis teve a liberdade concedida pela Justiça do Ceará. O cantor estava preso desde o dia 14 de julho.

3 min de leitura
22 Out 2021 - 20h46 | Atulizado em 22 Out 2021 - 20h46

Após ficar três meses preso, a Justiça do Ceará concedeu nesta quinta-feira (22) a liberdade para o Dj Ivis. A informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). O alvará de soltura poderá ser expedido a qualquer instante. Preso desde o dia 14 de julho, ele foi detido após vídeos de agressões contra a ex-mulher, Pamella Holanda, serem divulgados por ela em suas redes sociais.

A prisão do produtor ocorreu na sua residência em Fortaleza, no condomínio de luxo no bairro de Aquiraz. Com essa decisão da Justiça, o cantor responderá em liberdade pelos processos. Ele é investigado por violência física, psicológica, patrimonial e moral contra Pamella Holanda. Essas violências sofridas pela digital influencer integram a Lei Maria da Penha. 


Vídeos das agressões de Dj Ivis contra Pamella Holanda (Vídeo: Reprodução/Youtube/CNN)


Em entrevista ao Fantástico, Pamella relatou sobre como se sentiu após as agressões sofridas, registradas em vídeo. ''Eu tinha medo, eu tinha vergonha. Eu estava realizando um sonho, eu estava grávida. Eu sempre quis ser mãe. A gente entra 'num' estado de negação, porque a gente não quer admitir pra gente mesmo, a gente quer procurar justificativa, a gente se culpa. É muito difícil'', disse.


https://lorena.r7.com/post/Apos-agredir-brutalmente-sua-ex-mulher-DJ-Ivis-e-preso-em-Fortaleza

https://lorena.r7.com/post/Novo-pedido-de-habeas-corpus-do-DJ-Ivis-e-recusado-STJ-nao-acatou-pedido-solicitado-pela-defesa-do-cantor

https://lorena.r7.com/colunista/Stephany-Monteiro/post/Pamella-Holanda-fala-sobre-agressoes-do-DJ-Ivis-Se-vitimizar-te-paralisa


Habeas corpus negado por 6 vezes

Não é a primeira vez que Iverson de Souza Araújo - o Dj Ivis - entrou com um pedido de habeas corpus para responder o processo em liberdade. Ele já havia tentado outras 6 vezes, todos sem sucesso, deixar o presídio Irmã Imelda Lima Pontes, localizado na Região Metropolitana de Fortaleza. Na última tentativa, que ocorreu em setembro, o despacho dizia que era idônea a prevenção da prisão, como medida cautelar, para assegurar a integridade de Pamella. ''Pacífico é o entendimento desta Corte no sentido de que constitui fundamento idôneo à decretação da custódia cautelar a necessidade de resguardar a integridade física e psicológica da vítima que se encontra em situação de violência doméstica, como é o presente caso'', determinou o juíz. 

 

Foto destaque: Dj Ivis. Reprodução/Instagram

Deixe um comentário