Celebridades

Após ter se reconciliado com pai, Adele revelou que passou ao seu lado seus últimos dias

Em uma entrevista, Adele conta detalhes para Oprah sobre a reconciliação entre seu pai alcoólatra e ela.

3 min de leitura
15 Nov 2021 - 16h06 | Atualizado em 15 Nov 2021 - 16h06

Em maio, o pai de Adele, Mark Evans, morreu de câncer no intestino com 57 anos. Adele já contou em uma entrevista que o pai, vítima do alcoolismo, a abandou quando ela tinha apenas 3 anos de idade e foi criada pela mãe. Ele era próximo da filha em algumas partes da infância dela, Porém quando ela foi se tornando adolescente, Mark Evans desapareceu de seu convívio.

Poucos antes de ele falecer, Adele se reconciliou com o pai alcoólatra. Em uma entrevista feita pela à apresentadora Oprah Winfrey, Adele deu detalhes sobre esse tema tão delicado. A cantora disse na entrevista que ela e o pai fizeram as pazes e ela esteve com ele em seus últimos dias de vida. Ainda completou dizendo: “A absoluta falta de presença e interesse do meu pai...Eu finalmente entendi que isso era culpa do álcool. Foi o que tirou o meu pai de mim. O álcool foi o que o tirou de mim. Assim que compreendi isso constatei que tinha muito trabalho a fazer comigo, parei de beber e passei a malhar muito”.


Oprah e Adele (Foto: Reprodução/Instagram)


Mark Evans morreu com 57 anos vítima de câncer. Ele passou os seus últimos anos de vida morando em um trailer no interior do País de Gales, enquanto a filha morava em uma mansão equivalente a 63 milhões de dólares em Los Angeles.  


 

Post de Oprah e Adele se encontrando para uma entrevista (Reprodução/Instagram)


Em 2011 após uma entrevista de Evans, Adele disse à revista Vogue que não tinha nenhuma intenção e não queria voltar a se relacionar com o pai. Na entrevista que Mark Evans deu ao jornal The Sun, ele disse que foi um “pai podre” e que os problemas amorosos de Adele eram fruto da ausência dele durante a sua infância. Adele disse a Oprah, que o pai contou pouco antes de morrer que a única música que ele escutou da filha foi 'Hometown Glory' e que nunca escutou as outras músicas porque ele sabia que iria sofrer com elas. Depois que Evans disse isso, Adele colocou o pai para escutar com ela todos os discos já gravados pela cantora.  

 

https://lorena.r7.com/post/Joao-Guilherme-causa-na-internet-ao-apostar-em-um-look-ousado

https://lorena.r7.com/post/Ray-Liotta-Eu-ja-fiz-todo-tipo-de-papel-mas-so-lembram-dos-viloes

https://lorena.r7.com/post/Estados-Unidos-e-China-discutem-em-plena-vespera-da-Reuniao-Biden-Xi


Por fim, Adele relatou à apresentadora: “Eu o forcei a ouvir e então nós dois choramos. Ele então finalmente compreendeu os meus traumas de infância por meio das minhas músicas. As músicas dele são as minhas favoritas, o que achei maravilhoso”. 

 

Foto Destaque: Adele e Oprah. Reprodução/Instagram

Deixe um comentário