Celebridades

Após perder patrocínios por discurso homofóbico, Sikêra Jr. desabafa: 'Me excedi'

Sikêra Jr. se desculpou logo na abertura do programa Alerta Nacional, da RedeTv após ter feitos comentários homofóbicos e chamado a comunidade LGBTQIA+ de “raça desgraçada”.

3 min de leitura
30 Jun 2021 - 09h57 | Atulizado em 30 Jun 2021 - 09h57

O apresentador Sikêra Jr., de 55 anos, se desculpou logo na abertura do programa Alerta Nacional, da RedeTv, na última terça-feira (29), após ter feitos comentários homofóbicos e chamado a comunidade LGBTQIA+ de “raça desgraçada”. Apesar disso, ele reforça que mantém sua palavra, porém se excedeu.

Sikêra Jr. fez um discurso preconceituoso na última sexta-feira (25), por conta da nova propaganda da rede de fast food “Burger King”, celebrando o mês da visibilidade LGBTQIA+, onde crianças são entrevistadas e questionadas sobre o relacionamento homoafetivo, e explicam que é normal, algumas até alegam que possuem pais gays.

"Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento em que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança", disparou o apresentador.


Após perder patrocínios por discurso homofóbica, Sikêra Jr. desabafa: 'Me excedi' (Foto: Reprodução/Instagram)Após perder patrocínios por discurso homofóbico, Sikêra Jr. desabafa: 'Me excedi' (Foto: Reprodução/Instagram)


Logo após o discurso dele, vários patrocinadores encerraram o investimento em ações de merchandising no programa em resposta à pressão popular contra o discurso de ódio. Sendo assim, o apresentador se retratou. "Estou recebendo milhares de mensagens incomodadas com o comentário que fiz sobre um comercial que se utilizou de crianças para falar sobre homossexuais. Recebi muito apoio e ataque. E colegas que trabalham nesse canal também foram atacados. Tudo que falo nesse programa é de minha responsabilidade. Nunca fugi [de minha responsabilidade] e não vai ser agora. Mantenho a minha palavra. Quem trabalha comigo sabe do respeito que tenho por todos, independente da religião, cor da pele, sexo. Desafio qualquer um que me critica a encontrar tantos homossexuais trabalhando na frente e por trás das câmeras", justificou.

Sikêra continuou afirmando que a propaganda sobre homossexuais faz parte de uma ideologia. "Faço questão de trabalhar com gente livre para demonstrar o que pensa. Mas eu, como pai e avô, não posso me calar para vender uma ideologia. Criança precisa estudar, brincar e principalmente ser criança. Dito isso, eu preciso reconhecer que me excedi. No calor do comentário, posso ter usado palavras que me arrependo, sou humano. Errei, erro e vou errar, quantas vezes já repeti isso aqui? Sou humano! O que eu tenho sofrido com essa situação... ninguém está tá imune de errar", falou.

Sikêra Jr perde patrocínios e MPF apresenta ação contra a Rede TV!, por homofobia

Jornalista da Band se assume gay ao vivo: 'Tenho muito orgulho'

Gil do Vigor diz que vai processar comentários preconceituosos: 'Vão me engolir no topo'

Mesmo assim, ele disse que continua pensando na mesma forma e demonstra novamente indignação contra o comercial do “Burger King”. "Como falei, tenho a responsabilidade de pedir desculpas publicamente. Aprendi muito com essa lição. Vou seguir defendendo a família tradicional, mas sem desrespeitar. Esse programa não tem censura. Vou continuar defendendo a família brasileira, vou continuar defendendo as crianças. Deixem nossas crianças brincarem, crescerem, respeitem esse direito. Eu falei como pai e avô! Você que disse que não assiste a esse programa, você que se sentiu ofendido: lhe peço perdão. Extrapolei como nunca, revoltado com o que vi naquele comercial, e continuo contra, minha opinião continua a mesma. Mas você que se sentiu ofendido, o que eu posso dizer é que me perdoe", finalizou.

 

(Foto destaque: Após perder patrocínios por discurso homofóbico, Sikêra Jr. desabafa: 'Me excedi'. Reprodução/Instagram)

 

Deixe um comentário